A ABORDAGEM DO DISCURSO CONSERVADOR SOBRE POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS PARA NEGROS NAS UNIVERSIDADES POR UMA PERSPECTIVA DE ANÁLISE BAKHTINIANA

Daiane Franciele Morais de Quadros

Resumo


O presente estudo aborda a temática do discurso conservador sobre políticas de ações afirmativas para negros nas universidades. O objetivo central deste artigo consiste em investigar quais são os principais tipos de discursos, na cosmovisão político ideológica conservadora, que são opositores às políticas de cotas nas universidades públicas brasileiras. Para tanto, o presente estudo se respalda na perspectiva teórica da Análise Dialógica do Discurso (ADD), no Círculo de Bakhtin, Todorov (1989), Bakhtin (2013; 2015; 2016) e Volóchinov (2017) buscando indícios de que não se pode pensar em língua, discursos e ideologias sem observar aspectos sociais, a sociedade e como a língua acaba se tornando instrumento e local de disputas pelo poder. A metodologia deste trabalho foi de cunho qualitativo, a qual demandou em uma busca e análise pautada na ADD e na compreensão sobre as principais características de mídias áudio visuais. A partir disso, trabalhei com a análise de dois vídeos de intelectuais conservadores que foram publicados pela rede social do YouTube. Como resultados constatei que as mídias áudio visuais são formas eficientes de documentação e propagação de discursos em nosso atual contexto tecnológico, bastante utilizados como comunicação social entre grupos, pessoas e quaisquer entidades não relacionadas à mídia televisiva.

 


Palavras-chave


ações afirmativas para negros; Análise Dialógica do Discurso; discurso conservador; gênero textual vídeo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rvx.v14i4.66082

Revista X. ISSN: 1980-0614