GEOGRAFIA EXISTENCIALISTA: NOTAS PARA UMA FENOMENOLOGIA DA HUMANIDADE

Rafael Bastos Ferreira

Resumo


Emerge nas últimas décadas no pensamento geográfico estudos voltados a decifrar fielmente as emoções, os significados e as representações que “contemplam” a condição existencial do homem-no-mundo. Este trabalho tem sido feito – especialmente – através dos geógrafos humanistas a partir de um sorteio teórico fundamentado na fenomenologia e no existencialismo. Com efeito, não economizaram um pensamento livre e engajado, para buscar geograficidades sobre uma geografia vivida em ato. Sem dúvida, foram eles quem melhor protagonizaram uma relação consistente entre Geografia e Filosofia; entre Geografia e Literatura. Aqui objetivamos apreender as proposições a partir de uma perspectiva existencialista, trabalhos que neste sentido não são muitos e ficando a cargo de poucos geógrafos.


Palavras-chave


Geografia humanista; Ser-no-mundo; Geografia existencial.

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v29i0.30636

Direitos autorais

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009