Open Journal Systems

COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO E TERCEIRIZAÇÃO DA AJUDA BILATERAL: UMA ANÁLISE DA FUNDAÇÃO FÉ E COOPERAÇÃO

Katia Aparecida dos Santos Imbo

Resumo


O artigo procura analisar e refletir sobre a terceirização para um ator não-estatal da cooperação bilateral de Portugal na Guiné-Bissau no período de 2012 a 2019, enquanto um caso elucidativo da problemática da atuação de atores não-estatais no setor da educação nos países do Sul Global. A organização analisada foi a Fundação Fé e Cooperação (FEC) tendo em consideração que desde 2012 devido aos conflitos e à instabilidade política no país esta organização deu continuidade ao programa bilateral de Portugal no setor da educação (Santos & Silva, 2017). Recorrendo a um corpus documental e a entrevistas semiestruturadas que emanam de uma pesquisa de doutoramento em andamento, a reflexão permite inferir que a FEC atua na dimensão que Adrião (2018) definiu por privatização do currículo, aqui se trata da privatização dos processos pedagógicos strictu sensu, envolvendo as relações entre professor/a, estudante e conhecimento e insumos curriculares. A análise permitiu, ainda, constatar que esta terceirização da cooperação bilateral tem contornos similares ao que aconteceu no período colonial, uma vez que a FEC é uma entidade sem fins lucrativos, conectada com a Igreja Católica Portuguesa.


Palavras-chave


Educação;Atores não-estatais; Terceirização; Cooperação portuguesa; Guiné-Bissau.

Texto completo:

PDF

Referências


ADRIÃO, Theresa. Dimensões e Formas da Privatização da Educação no Brasil: caracterização a partir de mapeamento de produções nacionais e internacionais. Currículo sem Fronteiras, [s. l.], v. 18, n. 1, p. 8-28, 2018.

DJAU, Malam. Trinta anos de golpes de estado na Guiné-Bissau: uma análise da elite militar. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2016.

MARTINS, Bruna; SILVA, Rui da; COELHO, La Salete. O Poder Simbólico e a Cooperação Portuguesa: Uma análise sobre o papel da língua. Cadernos de Estudos Africanos, Lisboa, v. 39, p. 17-30, 2020. Disponível em: https://journals.openedition.org/cea/4706. Acesso em: 29 maio 2022.

MORGADO, José Carlos; SANTOS Júlio; SILVA, Rui da. Currículo, memória e fragilidades: contributos para (re)pensar a educação na Guiné-Bissau. Configurações, [s. l.], v. 17, 2016. Disponível em: http://journals.openedition.org/configuracoes/3283. Acesso em: 13 out. 2019.

SANTOS, Júlio Gonçalves dos; SILVA, Rui da. Theory and praxis: reflections and lessons from a bilateral educational aid programme in Guinea-Bissau. Globalisation, Societies and Education, London, v. 15, n. 2, p. 202-216, 2017. DOI: 10.1080/14767724.2016.1195722.

SILVA, Rui da; OLIVEIRA, Joana. Impactos e Efeitos de Programas de Cooperação para o Desenvolvimento em Escolas: Um olhar focado sobre o programa de apoio ao sistema educativo da Guiné-Bissau. Cadernos de Estudos Africanos, Lisboa, v. 39, p. 85-111, 2020. DOI: 10.4000/cea.4826.

SILVA, Rui da; SANTOS, Júlio Gonçalves dos.; PACHECO, José Augusto. Crossed looks: globalisations and curriculum in Guinea-Bissau. Compare, [s. l.], v. 45, n. 6, p. 1-22, 2015. DOI: 10.1080/03057925.2015.1013018.

TANSEY, Oisín. Process tracing and elite interviewing: a case for non-probability sampling. Political Science and Politics, [s. l.], v. 40, n. 4, p. 481-496, 2007. DOI: 10.1007/978-3-531-91826-

TOMASEVSKI, Katarina. Free and compulsory education for all children: the gap between promise and performance. Right to Education Primers, [s. l.], n. 3, 2001. Disponível em: https://www.right-to-education.org/resource/primer-no-2-free-and-compulsory-education-all-children-gap-between-promise-and-performance . Acesso em: 17 maio 2020.

VERGER, A. A política educacional global: conceitos e marcos teóricos chave. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 14, n. 1, p. 9-33, jan./abr. 2019. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa. Acesso em: 1 ago. 2022.

VERGER, A.; NOVELLI, M.; ALTINYELKEN, H. K. (ed.). Global Education Policy and International Development: New Agendas, Issues and Policies. London: Bloomsbury Academic, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v17i2.87103