n. 27 - O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA – PIBID: TRAJETÓRIA E DESDOBRAMENTOS

Camila Santos Cornelo, Marisa Schneckenberg

Resumo


O presente trabalho analisa a trajetória do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID, partindo, inicialmente, dos contextos que influenciaram à sua criação, além de evidenciar os processos de modificação pelos quais passou no decorrer dos anos. Para tanto, realizou-se pesquisa bibliográfica e documental. Com base nesse estudo foi possível compreender que o referido Programa se constituiu a partir da necessidade de fomentar a procura pelos cursos de licenciatura, uma vez que, muitas áreas da docência careciam de professores formados para lecionarem nas redes públicas de ensino. O PIBID surge então, com o intuito de promover melhorias nos cursos de formação de professores, no que tange, principalmente, ao contato dos acadêmicos com a realidade das escolas de educação básica do país, buscando assim relacionar teoria e prática. Pôde-se observar que a configuração do PIBID foi alterada significativamente no ano de 2018, embora muitas mudanças já viessem ocorrendo desde o ano de 2015, em decorrência de cortes orçamentários. Assim, esse estudo busca demonstrar os caminhos percorridos pelo Programa, até chegar à sua configuração atual.


Palavras-chave


Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID; Políticas Educacionais; Formação Inicial Docente

Texto completo:

PDF

Referências


DINIZ-PEREIRA, J. E. O ovo ou a galinha: a crise da profissão docente e a aparente falta de perspectiva para a educação brasileira. Revista brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 92, n. 230, p. 34-51, jan./abr. 2011.

GATTI, B. A. et al. A atratividade da carreira docente no Brasil – Relatório Final. Fundação Victor Civita, São Paulo, 2009.

GATTI, B. A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. REVISTA USP, São Paulo, n. 100, p. 33-46. Dezembro/janeiro/fevereiro 2013-2014.

GATTI, B.; ANDRÉ, M.; GIMENES, N.; FERRAGUT, L. Um estudo avaliativo do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência (PIBID). São Paulo: FCC/SEP, 2014.

GAUTHIER, C. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Unijuí, 1998

HADDAD, F. Trecho da entrevista Ministro da Educação Fernando Haddad. Publicado por Assessoria de Imprensa da Capes. Disponível em http://www.capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36-noticias/4749-pibid-e-um-dosprogramas-mais-relevantes-a-educacao-basica-atualmente-diz-ministro. Acesso em: 12 jan de 2013.

OLIVEIRA, O. S. de.; PEREIRA, S. M.; ZIENTARSKI, C. As propostas da unesco e o panorama educacional brasileiro: pontos e contrapontos. XXIV Simpósio – ANPAE, 2009.

SHIROMA, E. O.; EVANGELISTA, O. Avaliação e responsabilização pelos resultados: atualizações nas formas de gestão de professores. PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 29, n. 1, 127-160, jan./jun. 2011.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of a new reform. Harvard Educatinal Review, Cambridge, v.57, n.1, p.1-22, 1987.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v14i0.71637

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br