n. 19 - O TRABALHO DO DIRETOR DE ESCOLA: ANÁLISE A PARTIR DE UMA PERSPECTIVA HISTÓRICA

Ricardo Alexandre Marangoni

Resumo


O presente artigo propõe discutir o trabalho do diretor de escola com base nos dados da tese de doutoramento, defendida no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Metodista de São Paulo (PPGE/UMESP). Assim, para este recorte, considera-se a pesquisa bibliográfica que retoma os escritos de Carneiro Leão, Ribeiro, Lourenço Filho e Teixeira, na perspectiva clássica, e Arroyo, Félix e Paro, na perspectiva crítica. Das escolas de pensamento mencionadas, foram extraídos e analisados os elementos associados ao trabalho do diretor. Através desta análise foi possível concluir que existem diferentes posições e contradições que permeiam e orientam o trabalho do diretor de escola, exigindo-se dele um posicionamento frente às atuais políticas educacionais.


Palavras-chave


Diretor de Escola; Gestão Escolar; Política Educacional

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, M. O papel do diretor na administração escolar. São Paulo: Difel, 1976.

ARROYO, M. G. Administração da educação: poder e participação. Educação & Sociedade. v. 1, n. 2, p. 36-46, jan. 1979.

DAGNINO, E. ¿Sociedade Civil, Participação e Cidadania: de que estamos falando? In: MATO, D. (org.) Políticas de Ciudadanía y Sociedad Civil en tiempos de globalización. Caracas: FACES, Universidad Central de Venezuela, p. 95-110, 2004.

FÉLIX, M. F. C. Administração escolar: problema educativo ou empresarial. São Paulo: Cortez, 1984.

FREIRE, P. A educação na cidade. 7. ed. São Paulo: Cortez, 1991.

LEÃO, A. C. Introdução à administração escolar. 3. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1939/1953.

LIMA, M. R. C. de. Paulo Freire e a administração escolar: a busca de um sentido. Brasília: Líber Editora, 2007.

LIMA, L. C. A escola como organização educativa: uma abordagem sociológica. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LOURENÇO FILHO, M. B. Organização e administração escolar: curso básico. 8. ed. Rio de Janeiro: INEP, 1963/2007.

LÜCK, H. Escola participativa: o trabalho do gestor escolar. São Paulo: DP&A, 2000.

LÜCK, H. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Positivo, 2009.

MARANGONI. R. A. O nome e seus desafios: representações sociais do diretor/gestor escolar acerca do seu agir profissional. 2017. Tese. (Doutorado em Educação) – Escola de Comunicação, Educação e Humanidades, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2017.

MARTINS, A. M. (org.). Estado da Arte: gestão, autonomia escolar e órgãos colegiados (2000/2008). Brasília: Liber Livro, 2011.

MELLO, G. N. de. Cidadania e competitividade: desafios educacionais do terceiro milênio. São Paulo: Cortez, 1993.

PARO, V. H. Administração escolar: introdução crítica. São Paulo: Cortez, 1986.

PARO, V. H. Administração escolar: introdução crítica. 17. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PARO, V. H. Gestão democrática da escola pública. 3. ed. São Paulo: Ática, 2005.

PARO, V. H. Crítica da estrutura da escola. São Paulo: Cortez, 2011.

RIBEIRO, J. Q. Introdução à Administração Escolar (Alguns Pontos de Vista). In: Administração Escolar: Edição comemorativa do I Simpósio Interamericano de Administração Escolar. Salvador: ANPAE, v. 2, p. 18-40, 1968.

TEIXEIRA, A. Natureza e função da administração escolar. In: Administração Escolar: Edição comemorativa do I Simpósio Interamericano de Administração Escolar. Salvador: ANPAE, v. 2, p. 9-17, 1968.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v14i0.71059

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br