n. 18 - FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO PLANO NACIONAL E ESTADUAL DE EDUCAÇÃO: REFLEXÕES NECESSÁRIAS

Márcia Cecília Vassoler

Resumo


A formação de professores, no Brasil, têm sido um dos principais temas de discussão no âmbito educacional, sendo esta temática vista como um dos desafios a serem superados, pois a formação torna-se um elemento fundante de uma educação de qualidade. Frente a importância da formação de professores, destaca-se o Plano Nacional de Educação - PNE, Lei Nº 13.005/2014, o qual apresenta diretrizes, metas e estratégias que abrangem todos os níveis, etapas e modalidades da educação nacional. Estas, tornam-se um instrumento balizador do sistema educacional, sinalizando a possibilidade de qualidade na educação. A partir do sinalizado o presente artigo tem por objetivo analisar as metas do PNE (2014-2024), a qual trata da formação de professores. Alinhado à este movimento apresenta-se levantamento prévio de como se encontra a materialização da meta 15 no estado de Santa Catarina. De abordagem qualitativa, foi utilizada a análise documental, tendo como corpus de análise o Plano Nacional de Educação- PNE (2014-2024), o Plano Estadual de Educação de Santa Catarina (2015-2024), os quais foram relacionados com trabalhos desenvolvidos por Freitas (2014); Saviani (2011), dentre outros. Por meio das reflexões realizadas compreende-se que a inconsistência entre os planos educacionais e o que realmente ocorre na prática põem-se em cheque o cumprimento das Metas do  Plano Nacional de Educação(2014-2024), no que tange a formação docente, emergindo os velhos e conhecidos problemas do cumprimento das políticas públicas educacionais.


Palavras-chave


Plano Nacional de Educação; Plano Estadual de Educação; Formação de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BAUER, M. W. GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

FREITAS, H. C. L. PNE e formação de professores Contradições e desafios. Brasília; 2014. Disponível em: < http://www.esforce.org.br/index.php/semestral/article/view/451/582 > Com acesso em: set. 2018.

KUENZER. A. Z. As políticas de formação: A constituição da identidade do professor sobrante. Educação & Sociedade. Ano XX, nº 68. Dezembro/1999.

SAVIANI, D. Formação de professores no Brasil: dilemas e perspectivas. 2011. Disponível em: < https://revistas.ufg.emnuvens.com.br/poiesis/article/view/15667 > Com acesso em: 19 set. 2018.

SCHEIBE, L. Valorização e formação dos professores para a educação básica: questões desafiadoras para um novo plano nacional de educação. Campinas; 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/es/v31n112/17 > Com acesso em: 21 set. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v13i0.64554

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br