n. 14 - POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO: A BONIFICAÇÃO NA REDE DE ENSINO ESTADUAL DO ACRE

Pelegrino Santos Verçosa, Marcos Edgar Bassi

Resumo


Resumo: O artigo tem por objetivo examinar a implantação de política de bonificação para o magistério de educação básica na rede estadual de ensino do Acre. O estudo conclui, com base em revisão da bibliografia sobre o tema e em análise documental da legislação estadual, que as ações implementadas corroboram a perspectiva de regulação e responsabilização dos professores pelo desempenho dos alunos e pelos resultados das avaliações de larga escala em lugar da anunciada expectativa pelos gestores de valorização do magistério e melhora da qualidade do ensino.


Palavras-chave


Valorização do magistério; Educação básica; Avaliação do desempenho docente; Remuneração do professor

Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, A. J. Para uma conceptualização alternativa de accountability em educação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 33, n. 119, p. 471-484, abr./jun. 2012.

BARBOSA, A. Os salários dos professores brasileiros: implicações para o trabalho docente. 2011. 208 f. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras, Campus de Araraquara, 2011.

BARBOSA, A.; FERNANDES, M. J. da S. O pagamento por desempenho no contexto das reformas educacionais paulistas. Comunicações, Piracicaba, Ano 20, n. 2, p. 45-59, jul./dez. 2013.

BROOKE, N. O futuro das políticas de responsabilização educacional no Brasil. Cadernos de Pesquisa, v. 36, n. 128, p. 377-401, maio/ago. 2006. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2018.

______. Sobre a equidade e outros impactos dos incentivos monetários para professores. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 24, n. 55, p. 34-62, abr./ago. 2013. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2018.

FREITAS, L. C. de. Políticas de responsabilização: entre a falta de evidência e a ética. Cadernos de Pesquisa. v. 43, n. 148, p. 348-365, jan./abr. 2013. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2018.

MACHADO, C., ALAVARSE, O. M., ARCA, P. H. Sistemas estaduais de avaliação: interfaces coma qualidade e gestão da educação. RBPAE. V. 31, nº 3, p. 667-680, set./dez., 2015. Disponível em: . Acesso em: 08 fev. 2018.

MORAIS, J. M. de A. A regulação do trabalho escolar no contexto das reformas educacionais no estado do Acre. (Dissertação de Mestrado) – Universidade Federal do Acre. Programa de Pós Graduação em Educação, Rio Branco, 2016.

MORDUCHOWICZ, A. Carreiras, Incentivos e Estruturas Salariais Docentes. PREAL. 2003. Disponível em: . Acesso em: 27 abr. 2012.

PASSONE, E. F. K. Incentivos monetários para professores: avaliação, gestão e responsabilização na educação básica. Cadernos de Pesquisa, v. 44, n. 152, p. 424-448, abr./jun. 2014. Disponível em: . Acessos em: 09 fev. 2018.

SHIROMA, E. O.; EVANGELISTA, O. Avaliação e responsabilização pelos resultados: atualizações nas formas de gestão de professores. Perspectiva, Florianópolis, v. 29, n. 1, p. 127-160, jan./jun. 2011. Disponível em: . Acesso em 09 fev. 2018.

UNESCO. Oficina Regional de Educación para a América Larina y el Caribe - OREALC. Evaluacion del desempeño y carrera professional docente. 2. ed. revisada. Santiago: UNESCO. 2007. Disponível em: . Acesso em: 09 fev. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v12i0.59063

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br