Open Journal Systems

REPRODUÇÃO SOCIAL DOS AGRICULTORES FAMILIARES NA FRONTEIRA LIVRAMENTO/BR E RIVERA/UY A PARTIR DA TERRITORIALIZAÇÃO DA SOJICULTURA E DA SILVICULTURA

Tatiane Almeida Netto, Roberto Verdum

Resumo


A fronteira Sant’Anna do Livramento/BR e Departamento de Rivera/UY vem modificando a sua dinâmica agrária com expansão de novos cultivos, em particular a soja e a silvicultura, reduzindo áreas de campo nativo e interferindo diretamente na reprodução social dos agricultores familiares que consorciam suas atividades com as cadeias produtivas já historicamente estabelecidas e territorializadas. Neste sentido, o objetivo principal da pesquisa é caracterizar as mudanças na reprodução social dos agricultores familiares, analisando as estratégias de reprodução social e a multifuncionalidade da agricultura familiar. A pesquisa, exploratória, descritiva e explicativa utiliza o método dialético e a abordagem qualitativa, incluindo 30 entrevistas com produtores rurais e 16 técnicos de instituições públicas e privadas. Os resultados demonstram novas relações sociais frente a vulnerabilidade dos sujeitos locais, apresentam a pluriatividade e a multifuncionalidade como estratégia de reprodução, com a preservação das riquezas naturais e da paisagem rural, promovendo a prestação de serviços ecossistêmicos, a conservação da biodiversidade e a preservação da cultura.


Palavras-chave


Dinâmica agrária; Território; Multifuncionalidade; Pampa; Agricultura familiar.

Texto completo:

AUTORIZAÇÃO ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v17i2.84284