A LUTA CAMPONESA PELA FORMAÇÃO DO ASSENTAMENTO CELSO FURTADO E OS IMPACTOS DA REFORMA AGRÁRIA NO MUNICÍPIO DE QUEDAS DO IGUAÇÚ/PR

Fábio Luiz Zeneratti, Cleverson Lara de Lima, Geverson Cosme Valcarenghi

Resumo


O propósito desse artigo é demonstrar o resultado de uma pesquisa realizada no Assentamento Celso Furtado, localizado no município de Quedas do Iguaçu, estado do Paraná. O objetivo é compreender o processo de luta pela terra na escala local, para isso foi analisada a formação do acampamento, a conquista do assentamento e os impactos da reforma agrária na estrutura socioeconômica do município. A metodologia utilizada foi a pesquisa teórica, o trabalho de campo e a utilização de dados quantitativos obtidos em diversos bancos de dados. Nestes termos, foi possível identificar que a territorialização de uma fração importante do campesinato tem na luta pela terra a sua principal estratégia, e que as dificuldades por eles vivenciadas no acampamento são paulatinamente superadas quando da conquista da terra. Ademais, a partir de alguns indicadores escolhidos, foi possível identificar que a formação de assentamentos rurais se apresenta como potencializador do desenvolvimento socioeconômico nos municípios onde estão localizados.


Palavras-chave


Territorialização camponesa. Reforma agrária. Assentamento.

Texto completo:

AUTORIZAÇÃO ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v15i2.74885

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Geografar ISSN: 1981-089X