USO DA TERRA E QUALIDADE AMBIENTAL DO BAIRRO BOM RETIRO, CURITIBA/PARANÁ

Maria Consuelo da Silva, João Carlos Nucci, Eduardo Liberti

Resumo


As transformações ocasionadas pela urbanização afetam significativamente a qualidade ambiental e a vida dos cidadãos. Essas transformações podem ser mensuradas com o mapeamento do uso da terra e da qualidade ambiental. O trabalho de campo, realizado entre os meses de maio e agosto de 2018, permitiu o mapeamento do uso da terra de cada lote do bairro Bom Retiro (Curitiba/Paraná) e, com base na classificação proposta por Nucci et al. (2019), foi produzida uma carta de qualidade ambiental do bairro. Foram identificados no bairro 9 índices de qualidade ambiental, sendo as áreas com melhor qualidade as localizadas nas partes norte e oeste do bairro. A pior qualidade ambiental foi encontrada nas divisas leste e sul, devido à concentração de comércios e estacionamentos. A classe de uso mais representativa foi a residencial com até 4 pavimentos, que se distribui de maneira quase que uniforme pelo bairro, mas em menor quantidade na divisa com outros bairros centrais como Centro Cívico e São Francisco. O bairro apresenta déficit de espaços de uso público, livres de edificação e com vegetação e, além disso, foram identificados usos em desacordo com a lei de zoneamento do município, aspectos que colaboram para a diminuição da qualidade ambiental. O método utilizado se mostrou de fácil aplicação e entendimento, podendo ser considerado uma importante ferramenta de auxílio ao planejamento urbano.

Palavras-chave


Ecologia da Paisagem Urbana; Ecologia Urbana; Planejamento da Paisagem; Mapeamento da Qualidade Ambiental; Zoneamento

Texto completo:

AUTORIZAÇÃO ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v15i2.69327

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Geografar ISSN: 1981-089X