O MOVIMENTO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE AGROECOLOGIA E PRODUÇÃO ORGÂNICA E AS POTENCIALIDADES E LIMITES APONTADOS PELAS ORGANIZAÇÕES POPULARES ATUANTES NA MICRORREGIÃO DE ERECHIM/RS

Shaiane Carla Gaboardi, Márcio Freitas Eduardo

Resumo


 

A base técnica e econômica da agricultura transformou-se, sobretudo, após a década de 1960, no período que ficou caracterizado como Revolução Verde. As relações capitalistas passaram a se territorializar no campo gerando diversos impactos sociais e ambientais. Este fato fez com que diversos movimentos de resistência surgissem no intuito de pensar alternativas à exclusão gerada por este modelo de desenvolvimento hegemônico, por meio da agroecologia. Entre estes movimentos de resistência, citam-se duas organizações não governamentais que atuam na Microrregião de Erechim, o Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (CAPA) e o Centro de Tecnologias Alternativas Populares (CETAP). Este movimento passou a se fazer representar também na esfera estatal, reivindicando políticas públicas de caráter emancipatório para os agricultores de forma a promover a agroecologia. O presente trabalho é resultado de pesquisas realizadas em âmbito de trabalho de conclusão de curso de Geografia. A metodologia de pesquisa é pautada na investigação qualitativa utilizando-se de levantamentos por meio de revisão bibliográfica, entrevistas e análise documental, com o objetivo de entender o contexto de surgimento das organizações populares que fazem parte deste movimento agroecológico e da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (PNAPO), a qual foi uma conquista destas organizações, e refletir sobre as leituras que o CAPA e o CETAP fazem do Decreto 7.794 de 20 de agosto de 2012, o qual institucionaliza a política. Além disso, objetiva-se apontar os projetos paralelos que estas organizações vêm desempenhando no sentido de promover a agroecologia na Microrregião de Erechim.

 

Palavras-Chave: Agroecologia. Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica. Organizações Populares. Microrregião de Erechim.


Palavras-chave


Agroecologia; Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica; Organizações Populares; Microrregião de Erechim

Texto completo:

AUTORIZAÇÃO ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v12i1.46678



Revista Geografar ISSN: 1981-089X