A PEDOGÊNESE E A DISTRIBUIÇÃO DOS ELEMENTOS MAIORES E TRAÇOS NUM SISTEMA DE SOLO LATERITICO-PODZOLIZADO NA ALTA BACIA DO RIO PRETO-MG

Cristiane Regina Michelon, Nadia Regina do Nascimento

Resumo


A distribuição dos elementos maiores e traços permitem inúmeras interpretações sobre o sobre o solo, desde a natureza dos seus materiais (aloctonia, autoctonia) e principalmente, sobre os processos maiores atuantes, através da concentração ou exportação dos elementos ao longo do perfil. O Ti, Th e Zr são elementos que ocorrem em minerais muito resistentes ao intemperismo no ambiente pedológico. Nos perfis lateríticos formados in situ, é normal encontrar teores mais elevados destes elementos no solo do que rocha matriz. Com o objetivo de  verificar o comportamento e a distribuição dos elementos num sistema de solo lateritico- podzolizado, fez-se o cálculo do balanço de massa para os elementos maiores Al e Fe e para os elementos traços Th e Ti. A área de estudo compreende a Alta Bacia do Rio Preto. Localiza-se no município de São Gonçalo do Rio Preto, dentro do Parque Estadual do Rio Preto, cerca de 30 Km de Diamantina, região centro-norte do Estado de Minas Gerais. Os resultados demonstraram aumento da depleção da maioria dos elementos em direção à jusante da topossequencia, de


TR2 a TR9.  Essa tendência é reflexo da dinâmica imposta pela podzolização. Em contrapartida, os ganhos de Ti observados em TR2 estao associados ao processo de lateritização, que sob esse processo tem tendência a acumular-se, embora uma perda progressiva já é percebida em direção ao topo do perfil. Isso confirma que a podzolização já está em processo em direção a montante da topossequência.


Palavras-chave


Pedogenese; elementos traços; lateritização; podzolização

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v10i1.41142



Revista Geografar ISSN: 1981-089X