ENTRE IMAGENS E DEVOÇÕES: A PESQUISA GEOGRÁFICA NAS FESTAS EM HOMENAGEM A XANGÔ

Rogério Amaral Pereira

Resumo


Este artigo aborda o estudo de caso de duas festas em homenagem ao Orixá da Justiça, Xangô, realizadas no mês de setembro de 2013, as quais compõem as investigações de campo no doutorado, ainda em andamento. Esta leitura sobre os eventos festivos religiosos, objetiva contextualizar o uso da imagem fotográfica de primeira ordem, na pesquisa em Geografia Humana. E compreender a fotografia como aporte metodológico na pesquisa qualitativa. Neste sentido, o artigo é resultado de reflexões concernentes às observações em dois Terreiros de Umbanda da cidade de Rio Grande-RS-Brasil: o Centro Espiritualista “Reino de São Jorge” - CERSJ, e o Centro Espiritualista “Tenda de São Jorge” - CETSJ.  Sob as contribuições teóricas da Geografia, da Filosofia, da Antropologia e da Sociologia. Assim, a exposição do tema apresenta-se organizada em duas etapas: a primeira visa verticalizar a abordagem das imagens sobre os lugares onde a devoção é exaltada; a segunda realiza uma reflexão sobre as imagens fotográficas como conhecimento.  Nesta perspectiva, o subsídio social do estudo, é permitir uma leitura acadêmica e desprovida de prejuízo, ao manusear cientificamente a festa de cunho religioso através do registro fotográfico in loco. 


Palavras-chave


Geografia Humana; pesquisa qualitativa; fotografia; Terreiros de Umbanda; evento religioso

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v9i1.35377



Revista Geografar ISSN: 1981-089X