relato de doutorado sanduíche - CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO DE DOUTORADO SANDUÍCHE NA FORMAÇÃO ACADÊMICA: DESAFIOS E CONQUISTAS

Helena Midori Kashiwagi

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar as contribuições do estágio de Doutorado Sanduíche na formação acadêmica do estudante. Os estágios no exterior representam uma das parcerias internacionais entre Instituições brasileiras e
estrangeiras oportunizadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Com o objetivo de desenvolver atividades de pósgraduação
brasileira no contexto mundial, a CAPES apóia o intercâmbio
internacional, buscando-se a excelência do ensino da pós-graduação no país. As cotas de bolsas às Instituições de Ensino Superior são concedidas em função do conceito obtido na Avaliação Trienal da CAPES. Já as bolsas são concedidas aos
estudantes com potencial científico para o desenvolvimento dos estudos propostos no exterior. Apresentam-se os desafios e conquistas como bolsista do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) durante o estágio realizado na Universidad Autónoma de Madrid. Na condição de precursora nessa  modalidade de estágio no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), o compromisso tornou-se ainda maior. Superada todas as etapas
seletivas da candidatura realizou-se o estágio entre os meses de abril a agosto de 2010, sob a orientação da Professora Salete Kozel (UFPR), no Brasil, e da coorientação do Professor Clemente Herrero Fabregat (UAM), na Espanha. Essa experiência no exterior proporcionou além da contribuição de novos referenciais teórico-metodológicos, o amadurecimento pessoal e a apreensão de novos valores culturais. Defendeu-se a tese em junho de 2011, selando os compromissos com o PDSE, a CAPES e a UFPR.

Palavras-chave


Doutorado sanduíche; Geografia; Espanha; CAPES.

Texto completo:

RELATO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v6i2.25307



Revista Geografar ISSN: 1981-089X