ABORDAGEM FENOMENOLÓGICA TRANSCENDENTAL E EXISTENCIAL NA GEOGRAFIA: AS BASES PARA O ENTENDIMENTO DO ESPAÇO VIVIDO

Adriano Brunatto Almeida

Resumo


Para a Geografia humanista as abordagens mais significativas são aquelas que evocam a significação espacial e as relações humanas com o espaço vivido. Mas de que maneira podemos compreender essas relações se elas estão carregadas de simbolismos, valores, metas, propósitos ou sentimentos? O aporte teórico-metodológico fenomenológico, buscado dentro da filosofia transcendental influenciado por Kant pode contribuir para Geografia humanista-cultural no sentido de propiciar uma vertente científica à percepção. Através da fenomenologia existencialista pode-se interpretar os sentidos humanos, a variabilidade de intenções e os aspectos cognitivos da espacialidade, além de desvendar esse mundo vivido da experiência humana e com isso reconhecer as essências da estrutura perceptiva.

Palavras-chave


espaço vivido; fenomenologia; existencialismo.

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v6i2.21548



Revista Geografar ISSN: 1981-089X