O USO DE IMAGENS ORBITAIS CBERS 2/CCD , NO ESTUDO DO CANAL FLUVIAL NO RIO PARANÁ. ESTUDO DE CASO: A CHEIA DE 2007.

Lorena Lucas Puerta, Edvard Elias de Souza Filho

Resumo


Diversas modificações vêm ocorrendo no segmento fluvial situado entre a UHE Engenheiro Sérgio Motta e a Ilha Mutum, na região de Porto Rico (PR), como resultado da conclusão da barragem de Porto Primavera (Engenheiro Sergio Motta). Das alterações introduzidas pela barragem, está incluído o corte de vazões de cheia. Devido ao controle da descarga fluvial, no período posterior a 1998 não havia ocorrido cheia significativa até janeiro e fevereiro de 2007. O objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos deste evento sobre a área do canal do rio Paraná. O trabalho foi realizado por meio da análise e interpretação de imagens CBERS 2/CCD, trabalhadas no software Spring. Os resultados obtidos mostram que a inundação ocorrida em 2007, causou a ampliação do canal e conseqüentemente, a erosão nas margens.


Palavras-chave


variação de área, erosão marginal, sedimentação, rio Paraná.

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v6i2.21172



Revista Geografar ISSN: 1981-089X