A INFRA-ESTRUTURA RODOVIÁRIA NO PARANÁ E O TRÁFEGO NAS RODOVIAS PEDAGIADAS - 2000-2006

Fernando Raphael Ferro de Lima, Agemir de Carvalho Dias

Resumo


A construção da infra-estrutura do Estado do Paraná esteve vinculada a um projeto de desenvolvimento que visava integrar as diferentes regiões paranaenses, afastando a ameaça do separatismo e, ao mesmo tempo, promover um processo de industrialização acelerada, dentro das perspectivas dos Planos Nacionais de Desenvolvimento (I e II PND). Após a crise dos anos 1980, as políticas implementadas foram pautadas pelo consenso de Washington, ou seja, reduzindo a ação do estado na economia por meio de programas de privatização. No Paraná, a concessão de parte da infra-estrutura de transporte do Estado à iniciativa privada foi o marco desse período. A industrialização avançou mediante políticas de atração de empresas, sendo a implantação de indústrias automobilísticas na Região Metropolitana de Curitiba o exemplo principal. Apesar da recuperação de parte da malha rodoviária, o modelo adotado não rompeu a preferência pelo sistema rodoviário de transporte. O presente artigo apresenta as transformações no transporte de carga por meio da avaliação das informações sobre o tráfego nas rodovias pedagiadas. Mostra o crescimento no tráfego de caminhões pesados, analisa os riscos do sistema de transporte do Estado e enfatiza a necessidade de alteração na matriz de transporte.

Palavras-chave


Sistema de Transporte; Transporte de Cargas; Desenvolvimento Regional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v3i1.12908



Revista Geografar ISSN: 1981-089X