Open Journal Systems

Programa DiverPet: como associar o isolamento social na pandemia de COVID-19 com as atividades extensionistas.

Clara Beatriz Silva, Karla Rafaela Miranda, Édina de Oliveira, Mirela Dobrotnick, Ana Letícia Baggenstoss, Hariany Branco Ferreira da Silva, Maria Giovanna de Araújo Menezes, André Luis Fachini de Souza, Eunice Akemi Kitamura

Resumo


Os animais de companhia estão inseridos na rotina do homem, os cuidados com a saúde e bem-estar de cães e gatos devem ser praticados, associado com a prática da sustentabilidade em prol da saúde ambiental. O objetivo é relatar a utilização das redes sociais como métodos alternativos para a realização de atividades extensionistas durante a pandemia de COVID-19, apontando o alcance das publicações, público-alvo atingido, conteúdos com maiores engajamentos e as principais dificuldades encontradas. Na metodologia adotaram-se as produções e publicações semanais de postagens em formatos de fotos e vídeos tutoriais, prosseguindo com as praticadas nas ações presenciais com a divulgação a comunidade sobre os conceitos sobre saúde de pets. Os resultados foram obtidos pela análise dos dados coletados a cada sete dias pós-publicação e pela ferramenta “Insights” das plataformas, obtendo o número de seguidores/curtidas, perfil do público, principais localizações, alcance das publicações e interações com o conteúdo (reações/curtidas, compartilhamentos, comentários e salvamentos). Destacou-se o Instagram® com 8.268 em comparação com o Facebook® que atingiu 4.920 de alcance, demonstrando que as redes sociais foram eficazes para a execução de atividades remotas. Conclui-se que as utilizações das redes sociais foram benéficas para a manutenção das ações extensionistas do Programa, visto que ampliou quantitativa e geograficamente o alcance da comunidade. O uso das plataformas sociais como ferramentas para a prática da extensão universitária associado às ações presenciais proporcionou um impulso e contribuirá para o fortalecimento de vínculos na interação da instituição federal de ensino superior com a comunidade.

Palavras-chave


Redes sociais; Meio ambiente; Saúde; Cães; Gatos.

Texto completo:

PDF

Referências


BOFF, L. Sustentabilidade: o que é o que não é. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2017. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=px46DwAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR#v=onepage&q&f=false. Acesso: 5 jan. 2023.

BROOM, D.M. Comportamento Animal. In: YAMAMOTO, M.E.; VOLPATO, G.L. (org.). Bem-estar animal. 2. ed. Natal : Editora da UFRN, 2011 p. 457 - 482. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/299518914_Bem-estar_animal. Acesso em: 5 jan. 2023.

HEDIGER H. Wild animals in captivity. London: Butterworths, 1950. Disponível em: https://www.worldcat.org/title/wild-animals-in-captivity/oclc/1535213. Acesso: 5 jan. 2023.

HENZEL, M. S. O enriquecimento ambiental no bem-estar de cães e gatos. 2014. 53 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2014. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/104884. Acesso em: 5 jan. 2023.

MARIN, C. B; ZANATTA, T. A. P; TATIT, U. L; PICOLOTTO, R. Extensão nas redes sociais: Teria a pandemia mudado os hábitos da comunidade. Revista Extensão em Foco, v. 23, p. 50-69, 2021. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/extensao/article/view/76490. Acesso: 5 jan. 2023.

MELLEN, J; MACPHEE, M. S. Philosophy of environmental enrichment: past, present, and future. Revista Zoo Biology, v. 20, n. 3, p. 211-226, 2001. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/zoo.1021. Acesso em: 5 jan. 2023.

RAMPIM, L. V. Efeitos etológicos e endócrinos do enriquecimento ambiental sobre o bem-estar de cães mantidos em canil. 2017. 50 p. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/150904. Acesso em: 5 jan. 2023.

ROCHA, C. R.; MOREIRA, A. P. A; SILVA, L. R; SANTOS, I. M. M; BARBOSA, M. N.; BITTENCOURT, G; FEITOSA, I. B. A utilização das redes sociais como estratégia para continuidade da extensão universitária em tempos de pandemia. Revista Raízes e Rumos, v. 8, n. 1, p. 261-269, 2020. Disponível em: http://seer.unirio.br/raizeserumos/article/view/10288. Acesso: 5 jan. 2023.

SHEPHERDSON, D. J; MELLEN, J. D; HUTCHINS, M. Second nature: environmental enrichment for captive animals. Smithsonian Institution, 1999. Disponível em: https://www.worldcat.org/title/second-nature-environmental-enrichment-for-captive-animals/oclc/37560003. Acesso: 5 jan. 2023.

YERKES, R. M. Almost human. New York: Century, 1925. Disponível em: https://openlibrary.org/works/OL1188825W/Almost_human. Acesso: 5 jan. 2023.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ef.v0i31.89350