RÉQUIEM PARA IVAN ILITCH: O PROBLEMA DA INTERPRETAÇÃO DO DIREITO NA LITERATURA DE TOLSTÓI

André Karam Trindade, Luis Rosenfield

Resumo


O presente ensaio é parte dos resultados obtidos no projeto de pesquisa O Direito na Literatura: a representação dos juízes nas narrativas literárias. Assim, com base nos pressupostos teóricos e metodológicos dos estudos do Direito na Literatura, aliados à noção de “modelo de juiz”, formulada por François Ost, discute-se o papel do magistrado na novela A morte de Ivan Ilitch, de Lev Tolstói, publicada originalmente em 1886. Para tanto, reconstrói-se parte da história do direito czarista e, também, a conflituosa relação de Tolstói com a ciência jurídica. Ao final, propõe-se uma reflexão acerca da importância dessa novela do século XIX para a compreensão do problema da interpretação e da aplicação do Direito moderno.


Palavras-chave


A morte de Ivan Ilitch. Direito na literatura. Interpretação do direito. Lev Tolstói. Modelos de juiz.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rfdufpr.v60i2.39181

Revista da Faculdade de Direito UFPR. ISSN: 0104-3315 (impresso) 2236-7284 (eletrônico).