Regime ditatorial militar, interesse nacional e política externa brasileira: insulamento e aproximações

Karla Gobo, Analice Zettermann, Fernanda Calado Carvalho

Resumo


Partindo de conceitos caros à escola realista, como autonomia e interesse nacional, o presente artigo pretende analisar a política externa dos períodos presidenciais de Costa e Silva, Médici e Geisel (1967–1979). A análise contrasta o cenário interno, marcado pela restrição de direitos, com a política externa, progressista a ponto de firmar acordos comerciais com países do bloco comunista, partindo do uso da Teoria Realista e a fala dos principais policymakers da política externa naquele momento.

Texto completo:

PDF

Referências


BATISTA, Liz. Alta do petróleo fez país viver crise nos anos 1970. O Globo. Rio de Janeiro, p. 1-1. 06 dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2017.

BRASIL. COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE. Operação Condor. 2017. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2017.

CARVALHO, Gustavo de Lemos Campos. O mar territorial brasileiro de 200 milhas: estratégia e soberania, 1970-1982. Rev. bras. polít. int., Brasília, v. 42, n. 1, p. 110-126, June 1999.

CERVO, Amado Luiz. Meios e Resultados do Pragmatismo em Política Externa. In: CERVO, Amado Luiz; BUENO, Clodoaldo. História da política exterior do Brasil. 4. ed. Brasília: Unb, 2012. p. 425-456.

CPDOC, Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC). Carlos Lacerda. In: CPDOC (Org.). Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro pós 1930. 2ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 2001a. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2017.

CPDOC, Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. A Trajetória Política de João Goulart. In: CPDOC (Org.). Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro pós 1930. 2ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 2001c. Cap. 1, p. 1.

CPDOC, Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. O Governo de Juscelino Kubitschek. In: CPDOC (Org.). Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro pós 1930. 2ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 2001b. Cap. 1, p. 1.

CRUZ, Eduardo Lucas de Vasconcelos. A política externa brasileira no período 1964-1979: O papel do Itamaraty, das Forças Armadas e do Ministério da Fazenda. 2009. 532 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História, Direito e Serviço Social, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2009.

D'ARAUJO, Marina Celina; SUAREZ, Gláucio Ary Dillon; CASTRO, Celso. Os Anos de Chumbo: a memória militar sobre a repressão. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1994. 336 p.

GARCIA, Eugênio Vargas. Diplomacia Brasileira e Política Externa - Documentos Históricos 1493 – 2008. Rio de Janeiro: Editora Contraponto, 2008, p. 435.

GARCIA, Eugênio Vargas. Questões estratégicas e de segurança internacional: a marca do tempo e a força histórica da mudança. Rev. bras. polít. int., Brasília, vol. 41, número especial, 1998.

GASPAR, Ricardo Carlos. A trajetória da economia mundial: da recuperação do pós-guerra aos desafios contemporâneos. Cad. Metrop., São Paulo , v. 17, n. 33, p. 265-296, maio 2015 .

GOBO, Karla. Lisandra. Década de 1970: Política Externa e o Papel do Itamaraty. São Paulo, Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo. 2007.

HERMANN, Jennifer. Reformas, Endividamento Externo e o “Milagre” Econômico. In: GIAMBIAGI, Fabio et al. Economia brasileira contemporânea: 1945-2010. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. Cap. 3. p. 49-72.

INSTITUTO VLADIMIR HERZOG (São Paulo). Biografia de um jornalista. 2017. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2017.

JOFFILY, Mariana. Destacamento de operações e informações – Centro de Operações e Defesa Interna (DOI-CODI). In: CPDOC, Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Dicionário. Rio de Janeiro: FGV, 2017. p. 1. Disponível em: . Acesso em: 04 set. 2017.

LAFER, Celso. Brasil: dilemas e desafios da política externa. Estud. av., São Paulo , v. 14, n. 38, p. 260-267, Apr. 2000.

LAMARÃO, Sérgio. Articulação da oposição: a Frente Ampla. 2017. Disponível em: . Acesso em: 04 set. 2017.

LIMA, Natasha Correa. Ernesto Geisel, o ‘pai da distensão lenta, gradual e segura’ da ditadura militar. O Globo, Rio de Janeiro, p. 1-1. 08 set. 2016. Disponível em: . Acesso em: 04 set. 2017.

LUIZ, Juliana Ramos. A política externa do regime militar: entre o ranço ideológico e a atuação pragmática. In: 3° Encontro Nacional ABRI 2011, 3., 2011, São Paulo. Proceedings online... Associação Brasileira de Relações Internacionais, Instituto de Relações Internacionais - USP. Disponível em: . Acesso em: 11 Sep. 2017.

MACARINI, José Pedro. A política econômica do governo Costa e Silva 1967-1969. Rev. econ. contemp., Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, p. 453-489, dez. 2006.

MARTINS, Rodrigo Perla. Política externa da ditadura civil militar brasileira: Governo Costa e Silva e as continuidades históricas na inserção internacional do Brasil. 2015. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

MIYAMOTO, Shiguenoli. Política Externa Brasileira: 1964-1985. Carta Internacional, v. 8, n. 2, p.3-19, jul. 2013.

MORGENTHAU, Hans J. Politics Among Nations The Struggle for Power and Peace. The McGraw-Gill Companies, Inc., 1221 Avenue of the Americas, New York, NY, Cap. 1, p. 4.

PECEQUILO, Cristina. Introdução às relações internacionais. Petrópolis: Vozes. 2004.

PINHEIRO, Letícia. Ao vencedor, as batatas: O reconhecimento da independência de Angola. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n° 39, janeiro-junho de 2007, p. 83-120.

PINHEIRO, Letícia. Política Externa Brasileira (1882-2002). Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

RAPOPORT, Mario; LAUFER, Rubén. Os Estados Unidos diante do Brasil e da Argentina: os golpes militares da década de 1960. Rev. bras. polít. int., Brasília , v. 43, n. 1, p. 69-98, June 2000 .

RODRIGUES, Marcos Silva. As Forças Armadas e sua importância para o desenvolvimento do Estado: O Programa Nuclear da Marinha e sua importância para o desenvolvimento do Estado Nacional. 2006. 62 f. TCC (Graduação) - Curso de Política e Estratégia Marítimas, Escola de Guerra Naval, Rio de Janeiro, 2006.

SANTOS, Norma Breda dos. Diplomacia e fiasco. Repensando a participação brasileira na Liga das Nações: elementos para uma nova interpretação. Rev. Bras. Polít. Int., Brasília, vol. 46, n.1, p. 87-112, 2003.

SARAIVA, José Flávio Sombra. A bipolaridade imperfeita na coexistência pacífica (1955-1968). In: SARAIVA, José Flávio Sombra (Org.). Relações Internacionais contemporâneas: da construção do mundo liberal à globalização (de 1815 a nossos dias). Brasília: Paralelo 15, 1997, p. 257.

SOUSA, Rainer Gonçalves. “General Medici”. Brasil Escola. Disponível em . Acesso em: 04 de set. 2017.

SOUZA, Ismara Izepe de. A política externa brasileira durante o período militar (1964-1985): um balanço historiográfico. Natal, p. 1-8, jul. 2013. Disponível em: https://goo.gl/gyAv8A. Acesso em: 09 set. 2017.

SPEKTOR, Matias. Origens e direção do Pragmatismo Ecumênico e Responsável (1974-1979). Rev. Bras. Polít. Int., Brasília, vol. 47, n.2, p. 191-222, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v7i3.60419

Apontamentos

  • Não há apontamentos.