O Grocianismo e a literatura de política externa brasileira na década de 1990

André Francisco Matsuno Frota, Rodrigo Miscchiatti Monteiro

Resumo


O objetivo deste artigo é reunir as interpretações sobre a política externa brasileira e o grocianismo, mediante uma revisão da literatura formada pelos autores, Lafer (2009), Cervo (2002), Pinheiro (2000), Fonseca Jr. (1998), Vigevani, Oliveira e Cintra (2003) e Lessa Couto e Faria (2010), que analisam o significado e o entendimento dessa associação. A exposição sintetiza o argumento dos autores, seguida por considerações da interface entre o grocianismo e a política externa, e encerra com uma sugestão de organização do debate, entre interpretações realistas, idealistas, e racionalistas sobre o significado do grocianismo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v5i1.47426

Apontamentos

  • Não há apontamentos.