FATORES ASSOCIADOS À PROPOSIÇÃO DO DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM: ATRASO NO CRESCIMENTO EM ADOLESCENTES

Kadyjina Lúcio Daiane Batista, Karolayne Cabral Matias, Ricaelly de Medeiros Cavalcanti, Renata Marinho Fernandes, Marcos Venícius de Oliveira Lopes, Ana Luisa Brandão de Carvalho Lira

Resumo


Objetivo: analisar os fatores socioeconômicos e clínicos associados à proposição do diagnóstico de enfermagem atraso no crescimento em adolescentes.
Método: estudo transversal em escolas públicas de uma cidade do Nordeste do Brasil. Amostra com 385 adolescentes entre 10 e 19 anos. A coleta ocorreu de junho a setembro de 2017. A análise de dados ocorreu no IBM SPSS statistic.
Resultados: os fatores que apresentaram associação com as características definidoras “Estatura final inferior ao alvo”, “Maturação sexual retardada”, “Diminuição da massa óssea”, “Velocidade de crescimento abaixo do esperado” e “Diminuição da massa óssea” foram: sexo, anos de estudo, estado civil e massa muscular. Os fatores relacionados “Efeitos indesejáveis de terapias” e “Privação emocional” associaram-se à idade e ao sexo, respectivamente.
Conclusão: Esses fatores podem influenciar direta ou indiretamente na proposição diagnóstica, contribuindo na acurada detecção do problema, oportunizando ações precisas e resultados positivos em saúde.


Palavras-chave


Crescimento; Desenvolvimento do Adolescente; Adolescente; Diagnóstico de Enfermagem; Processo de Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.69988 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536