Open Journal Systems

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PARA A AUTOGESTÃO EM ADOLESCENTES COM SPINA BÍFIDA: O QUE DIZEM OS JOVENS E SEUS CUIDADORES

Maria Isabel Dias da Costa Malheiro, Maria Filomena Gaspar, Luísa Barros

Resumo


Objetivo: avaliar um programa e os seus efeitos nas competências de autogestão, na perspetiva dos jovens e de seus pais/cuidadores.
Método: entrevistas em grupo focal, com os 51 jovens com Spina Bifida (10-18 anos) que realizaram o programa e 30 pais/cuidadores.
Resultados: revelam melhoria no comportamento de autogestão dos jovens, mais responsáveis, proactivos, confiantes, competentes na resolução de problemas, e autónomos. Quanto ao programa, destacam as estratégias psicoeducativas utilizadas, como a técnica de resolução de problemas, o roleplaying, os vídeos, o regime de tutoria entre pares e a modelagem (Lay led’s).
Conclusão: o programa obteve resultados positivos na capacitação dos jovens para a autonomia. As mudanças verificadas no jovem ao assumir o papel de tutor permitem destacar a eficácia desta estratégia e o seu potencial na criança com condição crónica.


Palavras-chave


Programa; Capacitação; Adolescentes; Condição Crónica; Autogestão.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.62222