Bruxas Modernas: um estudo sobre identidade feminina entre praticantes de wicca

Andréa Osório

Resumo



Entre 1999 e 2000, estudou-se um grupo de bruxas praticantes de wicca. Este grupo é formado por uma maioria
de mulheres, que se designam como bruxas. Operam dentro da idéia de uma bruxaria moderna que retoma
características da bruxaria tradicional, mas sem a idéia de acusação ou malefício. A wicca utiliza concepções
tradicionais sobre os gêneros, invertendo a valoração costumeiramente encontrada para ambos, dando ao feminino
maior valor, o que se traduz na preeminência das mulheres em sua teologia e práticas rituais. A pesquisa de campo
permitiu estabelecer um perfil para praticantes de wicca na área do Rio de Janeiro.

Modern Witches: a study of feminine identity among wicca practitioners

Abstract


A group of witches practitioners of wicca has been studied between 1999 and 2000. This group is composed
mostly by women who designate themselves as witches. They operate with a notion of modern witchcraft that
appropriates some characteristics of traditional witchcraft, but not the idea of accusation or misdeed. The wicca
also uses traditional gender conceptions, inverting the valuation of both genders usually found, giving the feminine
a higher value, which is translated in the preeminence of women in its theology and ritual practices. Field research
allowed the establishment of the profile of wicca practitioners in the Rio de Janeiro area.


Palavras-chave


identidade feminina; bruxaria; wicca; feminine identity; witchcraft; wicca.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cam.v5i2.1625

Direitos autorais