Open Journal Systems

CHEMICAL AND SENSORIAL QUALITY OF CACHAÇAS PRODUCED WITH FOUR STRAINS OF Saccharomyces cerevisiae (FLOCCULANTS, NOT PRODUCERS OF H2S AND REFERENCE STRAINS)

Carol Líliam Coelho Silva, Carlos Augusto Rosa, Amazile Biagioni Ribeiro de Abreu Maia, Evelyn Souza Oliveira

Abstract


Foram produzidas em escala de laboratório quatro cachaças utilizando-se diferentes linhagens de leveduras S. cerevisiae, sendo duas floculantes (UFMGA 1240 UFMGA 1799), uma não-produtora de H2S (UFMGA 1207) e uma linhagem de referência (UFMGA 905). Destilou-se o caldo-de-cana fermentado (vinho) em alambique de cobre com capacidade útil de 5 litros. A temperatura e a velocidade da destilação foram padronizadas, bem como a separação da fração cabeça (10% do volume de cachaça). Nas cachaças foram realizadas as seguintes determinações analíticas: aldeído em aldeído acético, ésteres em acetato de etila, acidez total, volátil e fixa, alcóois superiores (propanol, isobutanol e álcool isoamílico) e  grau alcoólico. Todos os compostos das cachaças enquadraram-se nos limites estabelecidos pela legislação brasileira, com exceção dos alcóois superiores na cachaça obtida com a linhagem UFMGA 1207. Entre os compostos secundários determinados nas cachaças, o propanol apresentou correlação positiva (p£0,05) com os resultados da análise sensorial para sabor, aroma e impressão global. Todas as cachaças apresentaram boa aceitação pelos julgadores, com a maioria das notas acima do conceito “gostei ligeiramente” (6). As cachaças avaliadas não diferiram (p£0,05) em relação aos atributos de sabor e impressão global.

Keywords


Saccharomyces cerevisiae; ANÁLISE SENSORIAL; LEVEDURAS FLOCULANTES



DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cep.v24i2.7498