A dicotomia biologia versus cultura no campo da Educação Física e uma prospectiva ontológica integrada

Liciane Vanessa de Oliveira Mello Corrêa, Nataly de Carvalho Fugi, Carlos Herold Júnior, Giuliano Gomes de Assis Pimentel

Resumo


Apresentamos a categoria integração como possível superação da dicotomia biologia versus cultura no campo da Educação Física (EF). Como metodologia, elegemos a pesquisa qualitativa, por meio da revisão integrada, destinada à exegese do trabalho de Norbert Elias, no qual as noções de primeira natureza, segunda natureza, evolução, desenvolvimento e integração operaram como nossas categorias analíticas. Destaca-se que a área se encontra em uma crise epistemológica que compromete seu paradigma ontológico, imerso na dualidade estabelecida entre as subáreas biodinâmica e sociocultural, com construções unilaterais de desenvolvimento humano. Assim, como superação dessa dicotomia do campo, propomos uma ontologia humana assente nas relações e imbricamentos dos processos biológicos, culturais, sociais e individuais, integrados e interdependentes, conceituada como biossocial. Concluímos, por meio da visualização do movimento humano de maneira integrada, a possibilidade de apreender o homem em sua totalidade, aplicando a metodologia pentadimensional em modalidades do campo, a fim de propiciar uma EF unificada e coerente com as relações sociais da contemporaneidade.


Palavras-chave


Epistemologia; Ontologia; Integração; Movimento Humano.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jlasss.v12i1.73274