Os quadros como espaços de infotenimento: uma análise do JMTV 1ª. edição

Camilla Quesada Tavares, Frida Medeiros

Resumo


O ponto central desta pesquisa baseia-se em compreender como o infotenimento se apresenta nos quadros do telejornal JMTV 1ª edição, de Imperatriz, no Maranhão. O trabalho é embasado por conceitos de Gomes (2009; 2011), Dejavite (2006), Belém (2015; 2017) e discorre sobre as transformações e adaptações no telejornalismo para atender às exigências do público. Dentre essas alterações está o surgimento de um modelo híbrido, o infotenimento. Para atingir os objetivos propostos, foi realizada uma análise de conteúdo quantitativa de 151 edições dos quadros fixos do JMTV exibidos em 2018, que correspondem ao corpus da pesquisa. À vista disso, argumentamos que os quadros são espaços de excelência para que determinadas temáticas sejam discutidas com mais profundidade em relação aos VTs factuais.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/2238-0701.2021n22.10