A Comunicação no Cinema dos Sentidos: Abordando a Imersão sob a Perspectiva do Som

Débora Regina OPOLSKI

Resumo


O presente trabalho pretende abordar a imersão criada pelo Cinema dos Sentidos sob a perspectiva do som. De acordo com Robert Stam (2011), no Cinema dos Sentidos, a sensação predomina sobre a narrativa e o som cinematográfico aparece como um elemento capaz de aumentar a sensação de realidade da imagem. A criação da imersão é discutida com base em três aspectos sonoros: o estabelecimento do ponto de escuta; o som no supercampo em conjunto com as questões da espacialidade sonora e; o hiper-realismo como técnica que proporciona uma sensação de materialidade dos objetos sonoros (CHION, 2011). Pretende-se mostrar que a utilização desses três aspectos pode criar a imersão do Cinema dos Sentidos, proporcionando materialidade às sensações do espectador.  


Palavras-chave


Som; Imersão; Cinema dos sentidos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/am.v0i9.37954