OCORRÊNCIA DE PARASITAS GASTROINTESTINAIS EM CÃES E GATOS ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR PALOTINA

Bruna Ávila Torres, Laura Zanella Souza, Ana Paula Molinari Candeias, Nelson Luis Mello Fernandes

Resumo


Os parasitos que mais infectam os cães e gatos são: Ancylostoma sp., Toxocara sp., Dipylidium sp., os sinais clínicos são caracterizados por diarreia, anorexia, apatia e perda de peso, acometem mais os filhotes onde o maior problema é a enterite hemorrágica aguda, podendo ser fatal (RIBEIRO, 2016). O objetivo deste estudo foi avaliar a predominância dos principais endoparasitos na região noroeste do Paraná, utilizando como foco de estudo os cães e gatos atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná, setor Palotina, no período entre 2019 a 2020. Utilizou-se as técnicas de flutuação simples (Willis-mollay, 1921) e centrífugo-flutuação (Sheather, 1923) para identificar ovos e oocistos dos parasitos. Foram avaliados 82 cães e 25 gatos, machos e fêmeas, com idade entre 1 mês a 15 anos, de diferentes raças, sendo mais predominante os sem raça definida. Dentre os cães, 21,95% foram positivos nos exames através de flutuação simples, destes 14,63% positivos para Ancylostoma sp., 7,32% Toxocara sp. e 2,44% Cystoisopora sp. Para os exames através de centrífugo-flutuação, 29,27% obtiveram resultados positivos, destes 14,63% positivos para Giardia sp., 7,32% Ancylostoma sp., 4,88% Toxocara sp. e 3,66% Cystoisospora sp. Durante os exames também foram encontrados oocistos de coccídeos em dois animais. Nos gatos, para a técnica de flutuação simples 12% foram positivos, destes 8% para Ancylostoma sp., 4% para Cytoisospora sp. e um animal com presença de proglotes de Dipylidium sp. nas fezes. Para centrífugo-flutuação 20% foram positivos, destes 12%  positivos para Giárdia sp., 4% Ancylostoma sp., 4% Cystoisospora sp. Outros trabalhos corroboram com estes resultados como o de Ribeiro (2016), onde foram identificados 24,91% de positividade, sendo encontrado com maior prevalência do Ancylostoma sp.; presente em 12,22%, seguido de Toxocara sp. com 7,71%. Ferraz et al. (2019) em um estudo com amostras analisadas pela técnica de centrífugo-flutuação, sendo que destas, 12,7% e 35,3% foram positivas para oocistos de Giardia sp. em cães e gatos, respectivamente. Esses gêneros tem uma grande importância na saúde pública, pois são zoonoses, como o Ancylostoma sp., que infectam pela penetração na pele (larva migrans cutânea), causando uma dermatite pruriginosa e o Toxocara sp. que causa migração em órgãos através da circulação sanguínea (larva migrans visceral), assim como o género Giardia que inclui espécies com potencial zoonótico de distribuição mundial, sendo considerado um dos parasitas mais comuns no homem e uma das principais causas de diarreia não viral em humanos e animais. Pelo fato de serem zoonoses, é necessário adotar medidas sanitárias que visem à diminuição da contaminação dos animais e do ambiente, diminuindo consequentemente a exposição a este protozoário, assim como os outros parasitos (RIBEIRO, 2016).


Palavras-chave


Ancylostoma sp.; Giardia sp.; Sheather; Toxocara sp.; Willis-mollay;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v15i5.76888

 Creative Commons License

BASE DE DADOSScopus  Sumário.Org  Google Scholar  BASE  Dimensions  DIRETÓRIOS:  Open Air  Genamics  EZB  Diretório Luso brasileiro  ROAD  Latindex  REDIB  Journal 4-free  PORTAIS:  LiVre  Capes  Science Open  World Wide Science  ÍNDICES:  Index Copernicus  Cite Factor