GANHO DE PESO DIÁRIO DE BOVINOS DE CORTE DE TRÊS GRUPOS GENÉTICOS TERMINADOS A PASTO

Camilla Mariane Menezes Souza, Ana Karoline de Jesus Vieira, Taís Silvino Bastos, Josiane Carla Panisson, Lucélia de Moura Pereira

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi avaliar três grupos genéticos de bovinos (Nelore puro, ½ Nelore + ½ Charolês e Charolês puro) sobre o ganho de peso diário. Os aninais foram mantidos numa pastagem de Brachiaria brizantha cv. Marandu, num período de 60 dias. Foram utilizados 45 animais, sendo 15 de cada grupo genético distribuídos aleatoriamente em três piquetes contendo Brachiaria brizantha cv. Marandu. Os animais foram pesados antes de entrarem nos piquetes, o peso vivo médio era de 350 kg. Após o período de 60 dias os animais foram pesados e abatidos no frigorífico. Calculou-se o ganho de peso diário através da diferença entre o peso final e o peso inicial dos animais divido por 60 dias. Os resultados foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey a 5% para comparar as médias, se necessário, com auxílio do programa estatístico SAEG. Os tratamentos diferem estatisticamente entre si (P<0,05), onde Charolês puro obteve os melhores resultados, seguidos dos mestiços e por ultimo os da raça Nelore. Conclui-se que o animal Charolês puro e mestiço pode ser utilizado para terminação a pasto.

Palavras-chave


desempenho; genética; nelore puro; Raça.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v15i5.76853

 Creative Commons License

BASE DE DADOSScopus  Sumário.Org  Google Scholar  BASE  Dimensions  DIRETÓRIOS:  Open Air  Genamics  EZB  Diretório Luso brasileiro  ROAD  Latindex  REDIB  Journal 4-free  PORTAIS:  LiVre  Capes  Science Open  World Wide Science  ÍNDICES:  Index Copernicus  Cite Factor