AVALIAÇÃO CLÍNICA E HISTOLÓGICA DAS REAÇÕES TECIDUAIS PRODUZIDAS POR DIFERENTES IMPLANTES DA ABRAÇADEIRA AUTOESTÁTICA DE NÁILON EM RATOS WISTAR

Ivan Felismino Charas Santos, Brayan Sayed Lopez Castañeda, Nathalia N Rodríguez, José Ivaldo de Siqueira Silva Júnior, Gustavo Manea Ferreira, Bruna Martins Silva, Louise Tolffo Loibl

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar clinicamente ou macroscópica e histologicamente as reações teciduais produzidas pelo implante da abraçadeira autoestática de náilon transparente e colorida em ratos Wistar. Foram utilizados 48 ratos Wistar hígidos machos, com idade de 16 semanas e massa corpórea entre 350 e 450 gramas. Os animais foram alocados em dois grupos de 24 animais: Grupo 1 –– ratos submetidos ao implante do fio de sutura náilon cirúrgico monofilamentar (Grupo Controle); Grupo 2 - ratos submetidos ao implante de fragmento da abraçadeira autoestática de náilon transparente e colorida (Grupo Experimental). As implantações no grupo controle foram realizadas com 5 mm de fio de sutura náilon cirúrgico monofilamentar entre o músculo carnoso e paravertebral esquerdo; e no grupo experimental foram implantadas 5 mm de fragmento da abraçadeira autoestática de náilon transparente e colorida, na mesma região em lados opostos e equidistantes da coluna vertebral. Oito ratos de cada grupo foram submetidos à eutanásia para realização da biopsia excisional dos implantes para posterior exame histológico em três momentos: sétimo dia, 15º dia e 90º dia após a implantação. A avaliação de infecção e/ou inflamação foi realizada a cada 24 horas. Lesões circunscritas multifocal ao redor dos três implantes foram observadas em 46,7% dos ratos, entre o primeiro e sétimo dia após as implantações. Reação inflamatória aguda esteve ausente em todos os grupos nos momentos avaliados. Reação inflamatória crônica foi observada no grupo do fio de sutura e das abraçadeiras em todos os momentos de avaliação, excetuando ao sétimo dia após a implantação no grupo das abraçadeiras autoestáticas transparentes. Reação inflamatória mista foi observada no grupo do fio de sutura e das abraçadeiras ao sétimo e 15º dia. Os implantes do fio de sutura náilon cirúrgico monofilamentoso (Grupo Controle), das abraçadeiras autoestáticas de náilon transparente e colorida (Grupo Experimental) apresentaram induziram reações clínicas ou macroscópicas e histológicas similares em ratos Wistar num período de 90 dias.


Palavras-chave


cirurgia; histologia; macroscopia, lacre; pequenos animais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v24i2.59760

Archives of Veterinary Science. ISSN: 1517-784X