CARDIOMIOPATIA ARRITMOGÊNICA DO VENTRÍCULO DIREITO EM CÃES DA RAÇA BOXER: ATUALIDADES NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Elizabeth Regina Carvalho, Michelli Fenerich, Evandro Zacché, Aparecido Antonio Camacho, Marlos Gonçalves Sousa

Resumo


A cardiomiopatia arritmogênica do ventrículo direito (CAVD) é uma doença miocárdica hereditária observada no Boxer adulto, caracterizada pela substituição dos cardiomiócitos do ventrículo direito (VD) por tecido fibroadiposo, gerando áreas propensas à formação de arritmias ventriculares, que podem culminar em morte súbita. Devido aos avanços no mapeamento genético em cães domésticos, pode-se concluir que os Boxers são acometidos pela CAVD de maneira similar ao que ocorre em pessoas, e, portanto, são considerados um modelo animal natural para o estudo da CAVD humana. Não há um teste de diagnóstico único e específico para CAVD, portanto, em Medicina Veterinária o diagnóstico baseia-se na presença de uma combinação de achados, que podem incluir presença de taquiarritmia ventricular sem outras causas documentáveis para a arritmia e histórico familiar de CAVD. O tratamento é direcionado ao manejo da arritmia, e sotalol e/ou mexiletine são os antiarrítmicos mais comumente prescritos. Embora alguns cães afetados apresentem morte súbita ou desenvolvam insuficiência cardíaca congestiva, muitos deles apresentam arritmias ventriculares controláveis por antiarrítmicos e vivem uma vida normal.

Palavras-chave


arritmia; arritmogênese; antiarrítmicos; Holter; morte súbita, terapia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v23i2.56842

Archives of Veterinary Science. ISSN: 1517-784X