Open Journal Systems

BIOCHEMICAL DIFFERENTIATION AMONG S. aureus, S. Intermedius AND S. hyicus ISOLATED FROM BOVINES WITH SUBCLINICAL MASTITIS

E.A. GANDRA, J.A. SILVA, M.R.P. MACEDO, M.R. ARAÚJO, M.M. MATA, W.P. SILVA

Abstract



Staphylococcus aureus é, entre as espécies de estafilococos, a mais relacionada a
infecções em animais e humanos, bem como a doenças de origem alimentar. Entretanto, S.
intermedius e S. hyicus, duas espécies com características morfológicas muito similares a S. aureus,
também podem causar doenças, bem como produzir enterotoxinas em alimentos, tornando importante
a diferenciação entre essas três espécies de estafilococos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a
eficiência de oito técnicas bioquímicas com relação à sua capacidade para distinguir entre S. aureus,
S. intermedius e S. hyicus. Para isso, 65 cepas, previamente identificadas em nível de espécie
através de técnicas moleculares, foram submetidas aos testes de produção de pigmentos
carotenóides, atividade hemolítica em ágar sangue, produção de b- galactosidase, produção de
acetoína, atividade lipolítica em polisorbato, fermentação aeróbica da maltose, fermentação
anaeróbica do manitol e crescimento em ágar Baird-Paker e ágar P suplementados com acriflavina.
Verificou-se que os testes de sensibilidade a acriflavina e de produção de b- galactosidase
apresentaram bom poder discriminatório, demonstrando serem os melhores testes bioquímicos
para a diferenciação entre essas três espécies de estafilococos.


Abstract


Among staphylococcus species, Staphylococcus aureus is the one mostly related to
animal and human infections, as well as food diseases. However, S. intermedius and S. hyicus, two
species with very similar morphological characteristics to S. aureus, can also cause diseases as well
as produce enterotoxins in food, what makes important the differentiation of these three species.
The aim of this work was to study the efficiency of eight biochemical techniques regarding their
capacity to distinguish among S. aureus, S. intermedius and S. hyicus. For that purpose, sixty five
strains, previously identified at species level through molecular techniques, were submitted to the
tests of carotenoid pigments production, hemolytic activity in blood agar, b- galactosidase production,
acetoin production, lipolytic activity in polysorbate, maltose aerobic fermentation, manitol anaerobic
fermentation and growth in Baird-Parker and P agar supplemented with acriflavine. It was verified
that tests of sensitivity to acriflavine and b-galactosidase production display good distinguishing
properties, constituting as a whole, the best biochemical tests for the identification of these three
staphylococcus species.


Keywords


S. aureus; S. intermedius; S. hyicus; diferenciação bioquímica; biochemical differentiation.



DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v10i1.4088