SOROEPIDEMIOLOGIA E FATORES ASSOCIADOS À TRANSMISSÃO DO Toxoplasma gondii EM SUÍNOS DO NORTE DO PARANÁ

V.S. TSUTSUI, I.T. NAVARRO, R.L. FREIRE, J.C. FREITAS, L.B. PRUDENCIO, A.C.B. DELBEM, E.R.M. MARANA

Resumo



Devido à importância do suíno como fonte de infecção da toxoplasmose humana e aos
problemas reprodutivos gerados por esta enfermidade, objetivou-se traçar o perfil soroepidemiológico
e os fatores associados à transmissão do Toxoplasma gondii no rebanho de suínos da região Norte
do Paraná. Coletaram-se amostras de 521 animais (324 matrizes, 157 marrãs e 40 cachaços), de
22 propriedades suinícolas. Foi aplicado um questionário epidemiológico para verificar as
características em relação aos manejos adotados. Realizou-se Imunofluorescência Indireta (IFI)
para detecção de anticorpos anti-T. gondii (IgG) e considerou-se positivas as amostras que
apresentaram título ³ 64. De 521 amostras de soro analisadas pela IFI, resultaram em 15,35%
reagentes (80/521), sendo 54 (10,37%) matrizes, 20 (3,83%) marrãs e seis (1,15%) cachaços. A
análise das variáveis evidenciou que o sistema de criação intensivo foi um fator de proteção para a
presença de T. gondii. Entretanto, o acesso de outros animais ao cocho de ração e ao reservatório
de água, a utilização do bebedouro tipo canaleta, presença de lâmina dágua nas baias e a existência
de áreas alagadiças, foram fatores que contribuíram para a infecção pelo T. gondii.

Serumepidemiology and associated factors on swine transmission of Toxoplasma gondii
at Northern Paraná Brazil

Abstract


Due to the importance of swine as an infection source of toxoplasmosis to man and
the reproductive problems that this disease causes, it was defined the prevalence and the factors
associated with the transmission of Toxoplasma gondii in swine herds of northern Paraná State. A
total of 521 serum samples (324 sows, 157 gilts e 40 boars) from 22 herds were analyzed and an
epidemiological questionnaire was applied to obtain the management employed in these properties.
The indirect immunofluorescence (IFAT) test was performed to detect anti-T. gondii antibodies (IgG)
and titers ³ 64 were considered positive. From the 521 analyzed serum samples, 15.35% (80/521)
were reactive for the IFAT test 54 (10.37%) sows, 20 (3.83%) gilts and 6 (1.15%) boars. The
statistical analysis has shown that the intensive management system is a protective factor for T.
gondii infection. However, the access of other animals to the water and food reservoir, the channels
water-thought, the pens with water-blade and the presence of wet areas were factors which contributed
to wards the infection by T. gondii.


Palavras-chave


toxoplasma; fator de risco; suínos; IFI; risk factors; swine; IFAT.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v8i2.4030

 Creative Commons License

BASE DE DADOSScopus  Sumário.Org  Google Scholar  BASE  Dimensions Ebsco: Academic Search Premier

DIRETÓRIOS:  Open Air  Genamics  EZB  Diretório Luso brasileiro  ROAD  Latindex  REDIB  Journal 4-free 

PORTAIS:  LiVre  Capes  Science Open  World Wide Science 

ÍNDICES:  Index Copernicus  Cite Factor