AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO GLOMERULAR DE CÃES SADIOS E NEFROPATAS SOB ESTIMULAÇÃO DOPAMINÉRGICA

Alexandre Martini de Brum, Marileda Bonafim Carvalho, Marcy Lancia Pereira

Resumo


A dopamina é um composto endógeno amplamente utilizado em terapia intensiva. Possui um amplo espectro de ações, tanto sobre o sistema cardiovascular como urinário. Aumento da taxa de filtração glomerular, do fluxo sangüíneo renal e excreção fracionada de sódio e fósforo são efeitos renais esperados em indivíduos normais, porém são pouco explorados na medicina veterinária. Este estudo foi conduzido com o propósito de avaliar a função glomerular de cães nefropatas crônicos submetidos à infusão contínua de dopamina. Diferentes doses de dopamina foram administradas em cães nefropatas. Avaliações laboratoriais de clearance de creatinina e a razão proteína/creatinina urinária foram realizadas durante e após os tratamentos. O clearance de creatinina apresentou aumento dose-dependente nos cães sadios. Em cães nefropatas, a dose de 1μg/kg/min aumentou discretamente a TFG, sem modificar a U-P/C e pressão arterial sistêmica, enquanto a dose de 3μg/kg/min promoveu aumento da excreção urinária de proteínas.

Palavras-chave


cão; dopamina; insuficiência renal crônica; proteinúria; taxa de filtração glomerular

Texto completo:

PDF PDF () PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v15i3.16250

 Creative Commons License

BASE DE DADOSScopus  Sumário.Org  Google Scholar  BASE  Dimensions Ebsco: Academic Search Premier

DIRETÓRIOS:  Open Air  Genamics  EZB  Diretório Luso brasileiro  ROAD  Latindex  REDIB  Journal 4-free 

PORTAIS:  LiVre  Capes  Science Open  World Wide Science 

ÍNDICES:  Index Copernicus  Cite Factor