Continuidades e transformações da teoria da ação de Max Weber entre 1913 e 1921

Bruna dos Santos Bolda

Resumo


O ensaio Sobre algumas categorias da Sociologia Compreensiva foi publicado em 1913 e, após inúmeras críticas acerca da incompreensibilidade desse texto, Weber revisou-o e (re)publicou-o em 1921, com o título Conceitos Sociológicos Fundamentais. Em vista disso, neste artigo objetivamos discutir as alterações conceituais e tipológicas da teoria da ação de Weber realizadas de Categorias para Conceitos. Em 1913, ainda que Weber reflita sobre ações motivadas por fins, valores e afetos, ele não as considera como ações comunitárias. Quiçá trata as ações orientadas pela tradição e/ou pelo hábito como comportamentos. Por outro lado, em 1921, Weber admite a análise intelectual, tanto de ações racionais quanto de ações afetivas e tradicionais, o que equivale metodologicamente a dois tipos de ação racional: a de fins e a de valores. É importante ressaltar que em ambos os ensaios Weber prioriza a análise da ação racional, pois ela possui compreensibilidade evidente. Somente para fins de conveniência metodológica, a Sociologia Compreensiva é “racionalista”. Com base nisso, defendemos que a possível normatividade racionalista, existente em Categorias, é nos Conceitos erradicada. Com o abandono da racionalidade objetivamente correta e a consequente adoção da racionalidade de fins e de valores, seu “racionalismo heurístico” perdeu a centralidade.

Palavras-chave


Max Weber; Teoria da Ação; Racionalismo Heurístico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/sclplr.v5i2.71023

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

©2018 - SOCIOLOGIAS PLURAIS – Revista Discente do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Paraná

Email: sociologiasplurais@gmail.com | Endereço: Rua General Carneiro, 460 - 9º andar | 80.60-150

Curitiba - PR | Universidade Federal do Paraná