O ALUNO AUTISTA NA SALA DE AULA DE LÍNGUA INGLESA: UM DILEMA OU UM MUNDO DE OPORTUNIDADES?

Eduardo Pimentel da Rocha, Juliana Reichert Assunção Tonelli

Resumo


O presente estudo é uma pesquisa em andamento que objetiva investigar o ensino de língua inglesa (doravante LI) para alunos autistas regularmente matriculados na educação básica de uma escola da rede estadual de ensino da cidade de Londrina. A motivação para o estudo surgiu da realidade vivenciada atualmente acerca do processo de inclusão que coloca um número cada vez maior de profissionais ligados ao ensino, neste caso professores de LI, frente a este “novo” contexto em sua sala de aula. Sendo assim, neste artigo, apresentaremos uma definição sobre o autismo, seus graus e suas implicações para o indivíduo, no âmbito social e em sua aprendizagem. Também traremos o relato de uma profissional ligada ao ensino, suas experiências com esta síndrome e sua visão sobre a inclusão do aluno autista no contexto regular de ensino-aprendizagem, incluindo as aulas de LI.

Palavras-chave


Autismo; Síndrome de Asperger; Inclusão; Ensino de Inglês;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rvx.v1i0.2013.32599



ISSN: 1980-0614
Creative Commons License
 
O conteúdo dessa Revista está publicado sob a licença Creative Commons Attribution 4.0 International License