APLICAÇÕES, PREFERÊNCIAS E COMPARAÇÕES ENTRE MÉTODOS DE CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA: O CASO DE NATAL/RN

Adalfran Herbert de Melo Silveira, Fernando Moreira da Silva, Renato Moreira Hadad, Matheus Pereira Libório

Resumo


Essa pesquisa tem como objetivo oferecer evidências empíricas para responder quatro perguntas. Quais são as principais áreas de aplicação de Sensoriamento Remoto (SR) no Brasil? Qual é a participação relativa de cada área de aplicação nas pesquisas da área da geografia do Brasil? Qual é a proporção de utilização do Classificador Máxima Verossimilhança (MaxVer) nas pesquisas de classificação supervisionada? Quantos e quais classificadores comparar para assegurar bons resultados na classificação supervisionada? Para isso, toma-se como referência pesquisas publicadas nas principais revistas da área da geografia do Brasil, e, como exemplo, a classificação supervisionada da cidade de Natal, Rio Grande do Norte. Nesse exemplo, valida-se internamente (comparação entre classificadores) e externamente (análise dos resultados em relação a outras pesquisas que realizam comparações entre classificadores) os resultados de quatro métodos de classificação supervisionada. Os resultados indicam que o SR é mais aplicado em pesquisas de análise urbana (38%), seguida de análises de atividades econômicas (27%), análises ambientais (23%) e análises metodológicas (12%). O MaxVer é o classificador mais utilizado em SR, sendo encontrado em 65% das pesquisas. Comparado a outros classificadores, o MaxVer apresenta melhores resultados de classificação em 64% dos casos. Conclui-se nessa pesquisa que a comparação entre três classificadores (desde que um deles seja o MaxVer) pode assegurar uma melhor classificação em 83% dos casos.


Palavras-chave


Sensoriamento remoto; Áreas de aplicação; Análise de classificadores; Uso da terra; Análise da paisagem.

Referências


ALBINO, T.; VICTORIA, D. D. C.; BATISTELLA, M.; SILVA, G. B. S.; LOEBMANN, D. D. S. Comparação entre a classificação supervisionada e a interpretação visual de agrossistemas nos municípios de Álvares Florence e Dracena, Estado de São Paulo. In: Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica. Campinas, 2013.

ALMEIDA, R. T. S.; MOREIRA, A. N. H.; GRIEBELER, N. P.; DE SOUSA, S. B. INFLUÊNCIA DOS DADOS E MÉTODOS NO MAPEAMENTO DO USO E DA COBERTURA DA TERRA. Raega-O Espaço Geográfico em Análise, v. 43, p. 7-22, 2018.

ANDRADE, F. M.; LOURENÇO, R. W. Uso do solo e cobertura vegetal na Bacia Hidrográfica do Rio Una–Ibiúna/SP. Revista do Departamento de Geografia, v. 32, p. 48-60, 2016.

ARCOVERDE, G. F. B.; EPIPHANIO, J. C. N.; MARTINS, V. A.; MAEDA, E. E.; FONSECA, L. M. G. MAPEAMENTO DE CITROS: AVALIAÇÃO DE CLASSIFICAÇÕES POR ÁRVORE DE DECISÃO. Revista Brasileira de Cartografia, n. 62/1, 2010.

BELUCO, A.; ENGEL, P. M.; BELUCO, A. Classification of textures in satellite image with Gabor filters and a multi layer perceptron with back propagation algorithm obtaining high accuracy. International Journal of Energy and Environment, v. 6, n. 5, p. 437, 2015.

BEN-DOR, E.; IRONS, J. R.; EPEMA, G. F. Soil reflectante. Manual of Remote Sensing: Remote Sensing for Earth Science; Rencz, AN, Ryerson, RA, Eds, p. 111-187, 1999.

CARDOSO, F. B.; CENTENO, J. A. S. Análise da dinâmica do uso e cobertura do solo em Blumenau (SC), utilizando ferramentas de geoprocessamento. Caminhos de Geografia, v. 16, n. 56, 2015.

COHENCA, D.; CARVALHO, R. Comparação de métodos de classificação OBIA, Máxima Verossimilhança e Distância Mínima em imagem OLI/Landsat-8 em área de alta diversidade de uso do solo. Anais do XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. João Pessoa, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, João Pessoa-PB, Brasil, 25 a 29 de abril de 2015. p.1035-1042

COSTA JUNIOR, N. P.; SILVEIRA, A. H. M.; SILVA, B. C. O.; SILVA, F. M.; Modelo Analítico para Estimativa da Umidade do Ar Através do Canal Termal do Sensoriamento Remoto. Revista Geonorte, Edição Especial, v.2, n.4, p.1594 – 1601, 2012.

DEMARCHI, J. C.; PIROLI, E. L; ZIMBACK, C. R. L. Análise temporal do uso do solo e comparação entre os índices de vegetação NDVI e SAVI no município de Santa Cruz do Rio Pardo–SP usando imagens LANDSAT-5. Raega-O Espaço Geográfico em Análise, v. 21, 2011.

DIAS, D. F.; TRENTIN, R.; SCCOTI, A. A. V. Zoneamento Geoambiental para o município de Mata/RS: síntese das potencialidades e fragilidades. Revista do Departamento de Geografia, v. 30, p. 132-148, 2015.

EASTMAN, J. R. IDRISI Selva manual. Worcester: Clark Labs, 2012.

FERNANDES, F. H. S.; MOREIRA, A. A.; NERY, C. V. M. Dinâmica do uso e ocupação do solo da área desapropriada do lago artificial do bico da pedra no Norte do Estado de Minas Gerais. Caminhos de Geografia, v. 15, n. 50, 2015.

FERREIRA, J. H. D.; OLIVEIRA, M. A.; VIERO, G. P.; FERREIRA, R. J. D.; PEREIRA, P. S.; SOUZA FILHO, E. E. DIFERENCIAÇÃO DA SILVICULTURA DE EUCALIPTO e PINUS, NA REGIÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO TIBAGI. Revista Brasileira de Cartografia, 2012.

FERREIRA, M. C.; FERREIRA, M. M. INFORMAÇÕES ESPACIAIS DE CARTAS ANTIGAS VISUALIZADAS EM IMAGENS DIGITAIS ATUAIS: UMA CONTRIBUIÇÃO DO SIG À ARQUEOLOGIA DA PAISAGEM. Revista do Departamento de Geografia, v. 26, p. 1-14, 2013.

FISHER, R. A. The use of multiple measurements in taxonomic problems. Annals of eugenics, v. 7, n. 2, p. 179-188, 1936.

FONSECA, S. F.; SILVA, A. C.; SENNA, J. A. TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO APLICADAS NA IDENTIFICAÇÃO DE USOS DA TERRA NO ENTORNO DAS TURFEIRAS DA SERRA DO ESPINHAÇO MERIDIONAL. Raega-O Espaço Geográfico em Análise, v. 43, p. 124-139, 2018.

FORSHAW, M. R. B.; HASKELL, A.; MILLER, P. F.; STANLEY, D. J.; TOWNSHEND, J. R. G. Spatial resolution of remotely sensed imagery A review paper. International Journal of Remote Sensing, v. 4, n. 3, p. 497-520, 1983.

FRANCO, I. O.; SCOPEL, I.; ASSUNÇÃO, H. F. UNIDADES DE MAPEAMENTO DE SOLOS SOB CULTIVO DE CANA-DE-AÇÚCAR EM 2011: análise da expansão da cultura no Sudoeste de Goiás (Brasil). Revista do Departamento de Geografia, v. 30, p. 1-18, 2015.

GONÇALVES, A. K.; DA SILVEIRA, G. R. P.; DE BARROS, Z. X.; CAMPOS, S. Métodos de Classificação Supervisionada de Imagens De Satélite Aplicadas no Mapeamento do Uso do Solo na Bacia Hidrográfica do Ribeirão Santo Antônio, São Manuel/SP. GEOSABERES: Revista de Estudos Geoeducacionais, v. 6, n. 1, p. 52-62, 2015.

GONÇALVES, F. D.; SOUZA FILHO, P. W. M. Integração digital de imagens Radarsat-1 e Landsat-7 para o mapeamento dos índices de sensibilidade ambiental a derramamentos de óleo na Baía de Guajará (Belém-PA). Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, v. 12, n. 1, p. 2005, 2005.

HASMADI, M.; PAKHRIAZAD, H. Z.; SHAHRIN, M. F. Evaluating supervised and unsupervised techniques for land cover mapping using remote sensing data. Geografia-Malaysian Journal of Society and Space, v. 5, n. 1, 2017.

JENSEN, J. R. Remote Sensing of the Environment: An Earth Resource Perspective. 2nd Edition. Upper Saddle River, N.J.: Pearson Prentice Hall, 2007.

JUSTINO, R. C.; MARTINES, M. R.; KAWAKUBO, F. S. Classificação do Uso da Terra e Cobertura Vegetal Utilizando Técnicas de Mineração de Dados. Revista do Departamento de Geografia, v. 33, p. 36-46, 2017.

KARANTZALOS, K. Recent advances on 2D and 3D change detection in urban environments from remote sensing data. In: Computational Approaches for Urban Environments. Springer, Cham, 2015. p. 237-272.

KAWAKUBO, F. S.; MORATO, R. G.; LUCHIARI, A. Processamento das imagens HRG-SPOT 5 na determinação de classes de uso da terra e manchas de cobertura vegetal na região de Teodoro Sampaio–pontal do Paranapanema. Espaço e Tempo, v. 15, p. 127-136, 2004.

KOTZ, S.; HORMAN, N. L. Encyclopedia of statistical sciences. New York: John Wiley & Sons; 1983. v.4, p.352-4.

LANDIS, J. R.; KOCH, G. G. The measurement of observer agreement for categorical data. Biometrics, v.33, p.159-174, 1977.

LAUDARES, S.; LIBÓRIO, M. P. Análise discriminante em estudos de sistemas integrados: um transecto urbano em Itaúna-MG. In: Anais do XI Encontro nacional da ANPEGE: a diversidade da geografia brasileira: escalas e dimensões da análise e da ação, Presidente Prudente/SP, Brasil, 9 a 12 de outubro de 2018, ANPEGE.

LEITE, M. E.; ALMEIDA SOARES, M. I. S.; VELOSO, G. A.; FERREIRA, M. F. F. Sensoriamento remoto aplicado ao mapeamento da dinâmica do uso do solo na bacia do rio Pacuí, no norte de Minas Gerais, nos anos de 1989, 1999 e 2009. Revista do Departamento de Geografia, v. 23, p. 217-231, 2012.

LONGLEY, P. A.; GOODCHILD, M. F.; MAGUIRE, D. J.; RHIND, D. W. Geographic information systems and science. John Wiley & Sons, 2005.

MELO JUNIOR, D. R.; BELÉM, F. L.; LIMA, E. Q.; ROCHA. mapeamento e análise multitemporal do uso e cobertura da terra da região da cidade de Macapá/AP. Ciência Geográfica, V. 21, n. 2, p. 442-455, 2017.

MENESES, P. R.; ALMEIDA, T. D l. Introdução ao processamento de imagens de sensoriamento remoto. Brasília: UnB, p. 01-33, 2012.

MOREIRA, M. A. Fundamentos do sensoriamento remoto e metodologias de aplicação. São José dos Campos: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, 2001. 250 p.

MOSER, G.; ZERUBIA, J.; SERPICO, S. B.; BENEDIKTSSON, J. A. Mathematical Models and Methods for Remote Sensing Image Analysis: An Introduction. In: Mathematical Models for Remote Sensing Image Processing. Springer, Cham, 2018. p. 1-36.

NISHIDA, W. Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto Utilizando uma Rede Neural Artificial com Função de Base Radial. In: Anais IX Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Santos, Brasil, 11 – 18 setembro de 1998, INPE, p. 991-1001.

OLIVEIRA, R. A.; CUNHA, D. C.; SIMONETTI, V. C.; STROKA, E. A. B.; SABONARO, D. Z. Proposição de Corredor Ecológico entre duas Unidades de Conservação na Região Metropolitana de Sorocaba. Revista do Departamento de Geografia, v. 32, p. 61-71, 2016.

OLIVEIRA, T. R. OLIVEIRA, V. S.; PONTES, M.; LIBÓRIO, M. P.; HADAD, R. M.; LAUDARES, S. Metodologia para análise de danos ambientais do rompimento da barragem de fundão em Bento Rodrigues (MG). HOLOS, v. 7, p. 1-17, 2019.

PASSO, D. P.; SOUZA BIAS, E.; BRITES, R. S.; COSTA, G. A. Uso do sistema InterIMAGE para a identificação de alvos urbanos em imagens do satélite Worldview II. Revista Brasileira de Cartografia, v. 6, n. 65/6, 2013.

PAULA, M. R.; BENEDETTI, A. C. P.; PEREIRA FILHO, W. Influência do Uso e Cobertura da Terra Aliado à Precipitação Pluviométrica na Qualidade da Água da Bacia Hidrográfica do Rio Ingaí–RS/Brasil. Revista do Departamento de Geografia, v. 32, p. 143-152, 2016.

PERTILLE, C. T.; SILVA, G. O.; SOUZA, C. F.; NICOLETTI, M. F. Estudo da Eficiência de Classificações Supervisionadas Aplicadas em Imagem de Média Resolução Espacial. BIOFIX Scientific Journal, v. 3, n. 2, p. 289-296, 2018.

PFADENHAUER, J. S.; BUTZKE, A. Clima da regiao carbonífera do estado de Santa Catarina. In: Estudos sobre o impacto ecológico da mineraçao e do beneficiamento do carvao na regiao sul do estado de Santa Catarina. GRAFISA, 1978. p. 41-54.

PHIRI, D.; MORGENROTH, J. Developments in Landsat land cover classification methods: A review. Remote Sensing, v. 9, n. 9, p. 967, 2017.

PRADO, D. F. C.; HAYAKAWA, E. H.; KAWAKUBO, F. S. Mapeamento do cultivo de café no sul de Minas Gerais utilizando imagens Landsat-5 TM e variáveis topográficas. Revista do Departamento de Geografia, v. 31, p. 43-57, 2016.

PROFETA, A. L. DINÂMICA MULTITEMPORAL DA COBERTURA DO SOLO NO MUNICÍPIO DE PIRANGA-MG, NO PERÍODO DE 1984 A 2009. Revista Brasileira de Cartografia, v. 67, n. 1, 2015.

REIS, J. B. C.; SAAVEDRA, O. F. C. Comparação de métodos de classificação para reconhecimento de corpos d'água em imagens do sensor OLI do Landsat8. Em anais XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, João Pessoa-PB, Brasil, 25 a 29 de abril de 2015, INPE p. 59-66

REIS, M. S.; PANTALEÃO, E.; SIQUEIRA SANT'ANNA, S. J.; DUTRA, L. V. Análise de índice ponderado para avaliação de segmentação. Revista Brasileira de Cartografia, v. 67, n. 7, 2015.

RIBEIRO, L.; SILVEIRA, R. M. P.; NUCCI, J. C. O crescimento populacional como fator de risco à perda florestal no município de pontal do paraná, litoral paranaense, Brasil. Revista do Departamento de Geografia, v. 25, p. 120-139, 2013.

RIBEIRO, L.; SILVEIRA, R. M. P.; NUCCI, J. C. RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL (RPPN’S) COMO SUBSÍDIO AO PLANEJAMENTO DA PAISAGEM NO MUNICÍPIO DE MANDIRITUBA, PR. Revista do Departamento de Geografia, v. 26, p. 69-94, 2013.

RIBEIRO, R. S.; DORTZBACH, D.; FLORES, J. A. A. Classificação Supervisionada em Imagem ALOS para o mapeamento de arroz irrigado no município de Massaranduba SC. In: IV Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação. Recife - PE, 06- 09 de Maio de 2012. p. 001 – 007. ROMERO, D. J.; BEN-DOR, E.; DEMATTÊ, J. A.; SOUZA, A. B.; VICENTE, L. E.; TAVARES, T. R.; GALLO, B. C. Internal soil standard method for the Brazilian soil spectral library: Performance and proximate analysis. Geoderma, v. 312, p. 95-103, 2018.

ROSA, M. R. Classificação do Padrão de Ocupação Urbana de São Paulo Utilizando Aprendizagem de Máquina e Sentinel 2. Revista do Departamento de Geografia, p. 15-21, 2018.

SAKUNO, N. R. R.; KAWAKUBO, F. S.; SPALEVIC, V.; MINCATO, R. L. Mapeamento de Superfícies Impermeáveis em Áreas Urbanas Utilizando Imagens Índices Geradas Pelo Sistema Landsat-5 Thematic Mapper. Revista do Departamento de Geografia, n. spe, p. 190-198, 2017.

SILVA, M. A. O.; ANDRADE, A. C. Geração de Imagens de Reflectância no Topo da Atmosfera e na Superfície de um Ponto de Vista Geométrico. Anais XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 2013, INPE

SILVA, O.; DOURADO, F. Comparação dos Resultados da Classificação Supervisionada da Cobertura do Solo por Máxima Verossimilhança de Imagens LANDSAT-5 TM e ALOS AVNIR-2. Geo UERJ, n. 29, p. 220-233, 2016.

SOUSA JUNIOR, J. G. D. A.; DEMATTÊ, J. A. M.; GENÚ, A. M. Comportamento espectral dos solos na paisagem a partir de dados coletados por sensores terrestre e orbital. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 32, n. 2, p. 727-738, 2008.

SOUSA, M. S. CARACTERIZAÇÃO DOS AREAIS DA BACIA DO RIBEIRÃO SUJO, MUNICÍPIO DE SERRANÓPOLIS/GO. GEOUSP: Espaço e Tempo (Online), n. 26, p. 93-112, 2009.

SPIEGEL, M. R. Estatística. McGrawhill, 3ºedição, 1993

STANGANINI, F. N., LOLLO, J. A. O crescimento da área urbana da cidade de São Carlos/SP entre os anos de 2010 e 2015: o avanço da degradação ambiental. urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, v. 10, p. 118-128, 2018.

STONER, E. R.; BAUMGARDNER, M. F. Characteristic variations in reflectance of surface soils. Soil Science Society of America Journal, v. 45, n. 6, p. 1161-1165, 1981.

SUGAWARA, L. M.; RUDORFF, B. F. T.; ADAMI, M. Viabilidade de uso de imagens do Landsat em mapeamento de área cultivada com soja no Estado do Paraná. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 43, n. 12, p. 1777-1783, 2009.

TANGERINO, D. F.; LOURENÇO, R. Comparação da exatidão de métodos de classificação supervisionada e não supervisionada a partir do índice kappa na microbacia do Ribeirão Duas Águas em Botucatu/SP. In: Anais XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 13 a 18 de abril de 2013, INPE.

TRINDADE, P. M. P.; SALDANHA, D. L.; PEREIRA FILHO, W. UTILIZAÇÃO DO INFRAVERMELHO TERMAL NA ANÁLISE ESPAÇO TEMPORAL DA TEMPERATURA DE SUPERFÍCIE e ILHAS DE CALOR URBANAS. Revista Brasileira de Cartografia, v. 69, n. 4, 2017.

VALE, J. R. B.; DA COSTA, J. A.; DOS SANTOS, J. F.; DA SILVA, E. L. S.; FAVACHO, A. T. Análise Comparativa de Métodos de Classificação Supervisionada Aplicada ao Mapeamento da Cobertura do Solo no Município de Medicilândia, Pará. InterEspaço: Revista de Geografia e Interdisciplinaridade, v. 4, n. 13, p. 26-44, 2018.

VAN VLIET, J.; BREGT, A. K.; HAGEN-ZANKER, A. Revisiting Kappa to account for change in the accuracy assessment of land-use change models. Ecological Modelling, v. 222, n. 8, p. 1367-1375, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v47i1.67845

Direitos autorais 2020 Raega - O Espaço Geográfico em Análise

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009