Open Journal Systems

IDENTIFICAÇÃO DE CLUSTER DE CONCENTRAÇÃO DE RENDA E DEPENDÊNCIA DEMOGRÁFICA NOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI

Samuel Ferreira da Fonseca, Heloisa Helena de Aguiar

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar cluster de concentração de renda e dependência demográfica nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, por meio de análise exploratória de dados espaciais. Como procedimento metodológico usou-se revisão bibliográfica e tratamento estatístico de dados secundários (Renda Per capta Média e Razão de Dependência Demográfica) referente a 1991, 2000 e 2010. Aplicou-se o índice de Moran Global e o Indicador de Associação Espacial Local. Foram utilizados os aplicativos: GeoDA 1.8.10, TerraView 4.2.2 e ArcGIS 9.3. Foram elaborados mapas coropléticos representando os clusters. Verificou-se cluster de Renda Per capta Média em Carlos Chagas e Nanuque com grau de confiança entre 95 a 99,9%, para 1991 e 2010. A Razão de Dependência foi reduzida no período estudado, entretanto, a distribuição espacial de clusters permaneceu constante nas áreas da divisa dos vales. Sugere-se que amostragens sejam realizadas nos municípios em situações críticas para verificar os efeitos oriundos da concentração de renda e dos agrupamentos em relação a Razão de Dependência Demográfica. 


Palavras-chave


Índice de Moran Global; Indicador de Associação Espacial Local; Vales do Jequitinhonha e Mucuri.

Referências


AGUIAR, H. H.; FONSECA, S. F. 2017 Mortalidade infantil nos vales do Jequitinhonha e Mucuri. In: ANAIS do V Colóquio Cidade e Região: Sociedade e Ambiente: dinâmicas rurais-urbanas e suas tecnologias. Montes Claros: UNIMONTES, 2017. v. 1. p. 34-46.

ANSELIN, L. 1995. Local Indicators of Spatial Association-LISA. Geographical Analysis, Ohio State University Press, v. 27, n. 2, p. 93-115.

BRASIL, INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. IBGE Cidades. Disponível em: Acessado aos 31/07/2017.

CÂMARA, G.; CARVALHO, M. S.; CRUZ, O. G.; CORREA, V. 2004. Análise espacial de áreas. In: DRUCK, S.; CARVALHO, M. S.; CÂMARA, G.; MONTEIRO, A. V. M. (eds). Análise Espacial de Dados Geográficos. Brasília: EMBRAPA.

CAMARGO, E. 1997. Desenvolvimento, implementação e teste de procedimentos geoestatísticos (Krigeagem) no Sistema de Processamento de Informações Geo-referenciadas (SPRING). Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto). Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos.

CHEN, X.; PEI, Z. Y.; CHEN, A. L.; WANG. F.; SHEN, K.; ZOU, Q.; SUN, L. 2015. Spatial distribution patterns and influencing factors of poverty - a case study on key country from national contiguous special poverty-stricken areas in China. Procedia Environmental Sciences, 26, pp. 82 – 90. 2015. DOI:10.1016/j.proenv.2015.05.005

CHEN, Y. 2013 New Approaches for Calculating Moran’s Index of Spatial Autocorrelation. PLoS ONE 8 (7). July, 12.

DE LA FUENTE, H.; ROJAS, C.; SALADO, M. J.; CARRASCO, J. A.; NEUTENS, T. 2013. Socio-Spatial Inequality in Education Facilities in the Concepción Metropolitan Area (Chile). Current Urban Studies, Vol.1, No.4, 117-129

FONSECA, S. F. 2017. Geoprocessamento aplicado no ensino médio como suporte para interdisciplinaridade. RA’EGA: O Espaço Geográfico em Análise. Curitiba, v.42, p. 161 -174, Dezembro, 2017.

FONSECA, S. F.; SANTOS, D. C.; HERMANO, V. M. 2013. Geoprocessamento aplicado á análise dos impactos socioambientais urbanos: estudo de caso do Bairro Santo Expedito em Buritizeiro/MG. Revista de Geografia (Recife), vol. 30, n. 3, p. 178-191.

FONSECA, S. F.; SANTOS, D. C.; TRINDADE, W. M. 2014. Técnicas de geoprocessamento aplicadas na classificação e avaliação da distribuição das espécies arbóreas nas praças de Buritizeiro/MG. Geografia Ensino & Pesquisa, Santa Maria. vol. 18, n. 2, p. 109-122.

FONSECA, S. F.; MENDONCA, G. L.; HERMANO, V. M.; SILVA, A. C. 2016a. Análise da pobreza e desenvolvimento humano na microrregião de Diamantina/MG, Brasil, usando técnicas de geoprocessamento. Revista Geográfica Acadêmica, v. 10, p. 164-179.

FONSECA, S. F.; HERMANO, V. M.; SILVA, A. C. 2016b. Mapeamento do uso da terra nos municípios de Janaúba e Nova Porteirinha (MG) usando dados de sensoriamento remoto. Élisée - Revista de Geografia da UEG, v. 5, p. 103-119.

GUIMARÃES, A. Q. 2017. Planejamento, desenvolvimento territorial e as diretrizes para o desenvolvimento do Vale do Jequitinhonha. Revista Espinhaço, 2017, 6 (2): 2-14.

HALONEN J. I.; VAHTERA J.; OKSANEN T.; PENTTI, J.; VIRTANEN, M.; JOKELA, M.; DIEZ-ROUX, A. V.; KIVIMÄKI, M. 2013. Socioeconomic characteristics of residential areas and risk of death: is variation in spatial units for analysis a source of heterogeneity in observed associations? BMJ Open, 2013;3:e002474.

LACERDA, M. O.; SAADI, A. 2017. Paisagem garimpeira no Planalto de Diamantina, Minas Gerais. Revista Espinhaço, 2017, 6 (2): 15-26.

LEITE, M. E.; CLEMENTE, C. M. S.; LEITE, M. R. 2008. Sistema de Informação Geográfica aplicado á análise dos indicadores sociais da microrregião de Montes Claros (MG) - 1991 e 2000. IN: ANAIS do I Colóquio Internacional (Des) Envolvimentos contra a Pobreza. Unimontes, Montes Claros/MG.

LITVINTSEVA, G.; STUKALENKO, E. 2014. Differentiation of Population Incomes in Innovative Regions of Russia. Procedia Economics and Finance, 16, 56 – 63.

NUNES, F. G. 2013. Análise exploratória espacial de indicadores de desenvolvimento socioambiental das regiões de planejamento do norte e nordeste goiano. Ateliê Geográfico (UFG), v. 7, p. 237-259.

OLIVEIRA, T. J. A. 2012. Interações produtivas no estado de Tocantins: uma análise espacial. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional). Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional. Universidade Federal do Tocantins – UFT. Palmas/TO. 90f.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO – PNUD; Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada-IPEA; Fundação João Pinheiro - FJP. 2013. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. CD-ROM.

ROSA, R. 2005. Geotecnologias na Geografia Aplicada. Revista do Departamento de Geografia, 16, pp. 81-90.

SANTOS, L.; RAIA JUNIOR, A. A. 2006. Análise Espacial de Dados Geográficos: A Utilização da Exploratory Spatial Data Analysis – ESDA para Identificação de Áreas Críticas de Acidentes de Trânsito no Município de São Carlos (SP). Sociedade & Natureza, Uberlândia, v.18 (35), p. 97-107.

SILVA, A. B. 2003. Sistemas de Informações Geo-referenciadas, 236 p. Ed. Unicamp. São Paulo-SP.

UFVJM - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Cronologia Resumida da Univ. Fed. dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Disponível em: Acessado aos 18/12/2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v46i1.57150