PARQUES URBANOS DE GOIÂNIA-GO: PAPEL SOCIAL E POTENCIAL TURÍSTICO

Carolina Ferreira da Costa STREGLIO, Ivanilton José de OLIVEIRA

Resumo


Nas últimas décadas, o crescente movimento de proteção ambiental vem interferindo na configuração das cidades, conjuntura em que se destaca a criação de parques urbanos. As funções ecológicas e sociais atribuídas a essas áreas verdes as tornam objetos de estudo de grande relevância para compreender a dinâmica urbana atual, contexto em que se insere o município de Goiânia. Considerando esses atributos, bem como o caráter distintivo que os parques estabelecem na paisagem urbana, o que permite relacioná-los também ao turismo, este artigo tem como objetivo analisar o desempenho dos parques urbanos na dinâmica de Goiânia, para, com base nessa análise, verificar o seu potencial turístico.

Palavras-chave


Parques Urbanos; Goiânia; Potencial turístico

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. G. Desenvolvimento turístico ou desenvolvimento local? Algumas reflexões.In: ENCONTRO NACIONAL DE TURISMO COM BASE LOCAL. Anais do VIII ENTBL –Planejamento para o desenvolvimento local, 2004, Curitiba. Disponível em: . Acesso em 16.11.2009.

ALVAREZ, J. R. D. Geografia del turismo. Madri: Editora Síntesis, 1999.

ARRAIS, T. P. A. Goiânia: as imagens da cidade e a produção do urbano. In: CAVALCANTI, L. S. (org.) Geografia da Cidade: a produção do espaço urbano em Goiânia. Goiânia: Ed. Alternativa, 2001. p. 177-235.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá 18.07.2000. Disponível em: . Acesso em 15.11.2009.

COSTA, A. Novo Parque de Goiânia é Recebido com Festa pela População do João Braz e Região. Goiânia em Rede, Goiânia, 27 jun. 2008. Disponível em: . Acesso em 05.11.2009.

CRUZ, R. C. A. Introdução à geografia do turismo.São Paulo: Roca , 2003.

DAHER, T. O Projeto Original de Goiânia. In: DOSSIÊ Cidades Planejadas na Hinterlândia. Revista UFG, Goiânia, Ano XI, nº 6, 2009. p. 77-90.

FERREIRA, A. R. A Compreensão do Lazer no Planejamento Urbano de Goiânia: aproximações históricas. Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Educação Física da Universidade de Campinas. Campinas: [s.n.], 2003.

FUREGATO, M. C. H. Parque Urbano Orquidário Municipal de Santos/SP: equipamento de lazer e turismo. Revista Eletrônica Patrimônio e Lazer, São Paulo, 2005. Disponível em: . Acesso em 11.05.2009.

GOIÂNIA. Resgate do Berço Ecológico de Goiânia: atuação da SEMMA no período de 1993 a 1996. Goiânia: Ed. Kelps, 2007. Disponível em: < http://www.kelps.com.br/ecologia/arquivos/Resgate.pdf>. Acesso em 28.09.2009.______. Parques e Bosques. Goiânia: AMMA, 2009. Disponível em: . Acesso em 17.08.2009.

GUZZO, P. Conceitos e Definições. São Paulo: USP, 1998. Disponível em: . Acesso em 04.09.2009.HAMU, F. Parque Flamboyant Será Inaugurado no Sábado. Goiânia em Rede, Goiânia, 13 set. 2007. Disponível em: . Acesso em 05.11.2009.

KLIASS, R. G. Parques urbanos de São Paulo. São Paulo: Pini, 1993.

LIMA, A. et al. Problemas de Utilização na Conceituação de Termos como Espaços Livres, Áreas Verdes e Correlatos. In: Anais do II CONGRESSO BRASILEIRO DE ARBORIZAÇÃO URBANA, São Luís/MA,1994. p. 539-553.

LOBODA, C. R.; DE ANGELIS, B. L. D. Áreas Verdes Públicas Urbanas: conceitos, usos e funções. Ambiência -Revista do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, Guarapuava, v.1, n.1, p. 125-139, jan./jun. 2005.

MACEDO, S. S.; SAKATA, F. G. Parques Urbanos no Brasil (Brasilian Urban Parks). 2 ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo -Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2003.

MARTINS JÚNIOR, O. P. Uma cidade ecologicamente correta. Goiânia: AB Editora, 1996.

______. Arborização Urbana & Qualidade de Vida: classificação dos espaços livres e áreas verdes. Goiânia: Kelps/UCG, 2007.

NUCCI, J. C. Qualidade Ambiental e Adensamento Urbano: um estudo de ecologia e planejamento da paisagem aplicado ao distrito de Santa Cecília (MSP). São Paulo: Humanista/FFLCH/USP, 2001.

OTTONI, D. A. B. Introdução. In: HOWARD, E. Cidades-jardinsde amanhã. São Paulo: Ed. Hucitec, 1996.

RUSCHMANN, D. M. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. Campinas: Papirus, 1997.

SORENSEN, M. et al. Manejo de las áreas verdes urbanas: documento de buenas prácticas. Washington, D.C.: [s.n.], 1998.

ZMITROWICZ, W.; DE ANGELIS NETO, G. Infraestrutura Urbana. São Paulo:EPUSP, 1997.

YÁZIGI, E. A alma do lugar. São Paulo: Hucitec, 1996.

________. Vandalismo, Paisagem e Turismo no Brasil. In: YÁZIGI, E.; CARLOS, A. F. A.; CRUZ, R. C. A. (org.). Turismo: espaço, paisagem e cultura. 3ª Ed. São Paulo: Hucitec, 2002. p. 133-155.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v23i0.24842

Direitos autorais

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009