Evidências de validade de uma escala de estratégias de leitura para universitários

Maria Cristina Rodrigues Azevedo Joly, Lucicleide Maria de Cantalice, Claudette Maria Medeiros Vendramini

Resumo


 O presente estudo teve por objetivos verificar as qualidades psicométricas de uma escala de estratégias de leitura para universitários. Contou com 1.038 universitários, dos cursos de Administração, Educação Física, Pedagogia, Psicologia, Arquitetura, Ciência da Computação, Engenharia Civil e Letras de quatro universidades privadas do Estado de São Paulo. Os participantes tinham idade variando de 16 a 60 anos, com média de 23,80 e desvio padrão de 6,09 anos. O procedimento utilizado foi a aplicação coletiva do instrumento Escala de Estratégias de Leitura. Os resultados revelaram que quanto às qualidades psicométricas, a escala pode ser considerada válida e fidedigna (α= 0,91). A análise fatorial indicou a presença de três fatores - estratégias globais, de solução de problemas e de apoio - que explicam 35,9% da variabilidade da escala. Foram eliminados 10 itens por possuírem carga fatorial abaixo de 0,30, contando a nova versão da escala com 35 itens.

Palavras-chave: psicometria; construção de instrumento; leitura.

 


Palavras-chave


psicometria; construção de instrumento; leitura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v8i2.3262

Direitos autorais