Infração juvenil feminina: uma trajetória de abandonos

Débora Dalbosco Dell'Aglio, Samara Silva dos Santos, Jeane Lessinger Borges

Resumo


O comportamento infrator em adolescentes do sexo feminino tem sido relacionado à ocorrência de eventos estressores, assim como à presença de outros fatores de risco individuais e contextuais. Este estudo investigou a trajetória de vida de 50 adolescentes do sexo feminino, de 13 a 20 anos, que cumpriam medidas socioeducativas em órgão governamental, na cidade de Porto Alegre, RS. Os dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas, que tinham por objetivo investigar o desenvolvimento das adolescentes e a exposição a fatores de risco. Os resultados apontaram a ocorrência de repetidas rupturas nas relações com os cuidadores e violência intra e extrafamiliar. Conclui-se que a falta de estabilidade e a fragilidade dos vínculos estabelecidos durante o desenvolvimento, assim como os demais eventos estressores vivenciados, podem estar associados à manifestação dos comportamentos desadaptativos destas adolescentes e podem ser entendidos como facilitadores para a entrada na vida infracional.

Palavras-chave: comportamento infracional; fatores de risco; adolescência.

 


Palavras-chave


comportamento infracional; fatores de risco; adolescência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v8i2.3255

Direitos autorais