De conflitos domésticos a mudanças sistêmicas: A política externa de Angola de 1975 a 2002

Ana Rachel Simões Fortes

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar as tendências e as mudanças da política externa angolana de 1975 até 2002. Por meio das variáveis doméstica (guerra civil) e sistêmica (fim da Guerra Fria), busca-se identificar como essas variáveis influenciaram na condução de sua política externa. Para tal, o marco temporal a ser investigado está dividido em dois períodos. Entre 1975 a 1991, período em que o governo angolano empreendeu sua política externa na busca de estratégias para sua estabilidade doméstica. De 1992 a 2002, pós- Guerra Fria, marcado em termos políticos, pela primeiras eleições legislativas e presidenciais de Angola, enquanto em termos econômicos representou a passagem de uma economia centralizada, deixando o governo de ser o principal agente, para uma ampla abertura econômica. Como resultado inaugurou-se uma nova postura em relação às tomadas de decisão no que se refere às projeções de sua política externa.

 


Texto completo:

PDF

Referências


CORTINHAS, Juliano. Associação de variáveis sistêmicas e domésticas na análise das decisões de política externa. Relações Internacionais em Revista, Curitiba, n. 6, 2006 p. 69-101.

FRANCISCO, Alberto Andrade Carvalho. A política externa de angola durante a guerra fria (1975-1992). 2013. Dissertação (Mestrado), Universidade de Brasília. Programa de Pós Graduação em Relações Internacionais, Brasília.

FRIEDEN, Jeffry ; ROGOWSKI, Ronald. The Impact of the International Economy on National Policies: An Analytical Overview. In: KEOHANE, Robert; MILNER, Helen V . Internationalization and domestic politics, New York, Cambridge University, 1996, Cap. 2, p.25-48.

FORTUNATO, Jaime. Análise da dependência externa e da inflação na economia angolana na década de 90. 2001. Monografia (Conclusão do curso). Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Ciências Econômicas. Florianópolis.

JOVETA, José. Política Externa de Angola de 1992 aos dias atuais. Caxambu, 33º Encontro Anual da ANPOCS, 2009. Disponível em: < https://www.anpocs.com/index.php/papers-33-encontro/gt-28/gt19-24/1977-jovetajose-politica/file> Acesso em: 15 jun. 2018

KEOHANE, Robert O.; MILNER, Helen V. Internationalization and domestic politics: A Introduction. In: KEOHANE, Robert O.; MILNER, Helen V . Internationalization and domestic politics, New York: Cambridge University, 1996, Cap.1, p. 3-25.

LIMA, Maria Regina Soares de. Instituições Democráticas e Política Exterior. Rio de Janeiro: Contexto Internacional, v.22, n.2, julhodezembro 2000, p.265-303.

MAIA, Tatiana A intervenção das Organizações das Nações Unidas em Angola (1988-1999). 2006. Dissertação (Mestrado) Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestrado em Relações Internacionais- Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Porto Alegre.

MALAQUIAS,Assis. Angola’s Foreign Policy: Pragmatic Recalibrations. The South African Institute of International Affairs (SAIIA), Johannesburg, n. 84, 2011, p.4-19.

MALAQUIAS, Assis. Angola's Foreign Policy Since Independence: The Search for Domestic Security. African Security Review, v. 9, n. 3, 2000, p.34-46.

MATOS, Pedro. “Nunca antes na história deste país”. a cooperação brasileira (2003-2010) com África do sul, Nigéria, Angola e Cabo Verde. 2017. Tese (Doutorado) Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais. Belo Horizonte.

MILNER, Helen V. Interests, institutions and information: domestic politics and international relations. New Jersey, Princeton University, 1997.

PARIS,Roland At War’s End Building Peace After Civil Conflict . Cambridge University, 2004.

PERSICI, Rossana Sarmento Guerra e paz em Angola: um estudo sobre o papel da ONU e das grandes potências. 2010. Dissertação (Mestrado) Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais. Belo Horizonte.

ROQUE, Paula. Angola´s Façade Democracy, Journal of Democracy, Baltimore, v. 20, n. 4, 2009, p. 137-150

SILVA, Castellano Igor da. Política externa regional de Angola: mudanças frente à ordem sistêmica (1975-2010). Austral: Revista Brasileira de Estratégia e Relações Internacionais, v.4, n.7, Jan./Jun. 2015, p.139-172.

SOARES, Ricardo Iliberal Peacebulding in Angola. J. of Modern African Studies, v. 49, n. 2, 2011, p. 287–314.

SIMIÃO, Isaac. Modelo de inserção de Angola no sistema internacional. 2014. Dissertação (Mestrado) Universidade de Évora. Mestrado em Relações Internacionais e Estudos Europeus. Évora.

PUTNAM, Robert. Diplomacy and domestic politics: the logic of two-level games. International Organization, v. 42, n. 3, 1988, p. 427-460.

THOVA, Daniel. A Política Externa de Angola na África Austral (1975-1992). 2015. Dissertação (Mestrado) Universidade de Évora. Mestrado em Relações Internacionais e Estudos Europeus. Évora.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v8i1.63876

Apontamentos

  • Não há apontamentos.