Paz, questões raciais e a construção de fronteira: outras perspectivas sobre a MINUSTAH

Pedro Gomes de Souza Barros

Resumo


Este artigo analisa narrativas de haitianos sobre a paz promovida pela MINUSTAH. Através de um ‘diálogo’ entre diferentes autores brasileiros que estudam paz e Operações de Paz da ONU e com atenção à fronteira e questões raciais, este artigo confronta narrativas anfitriãs e não-anfitriãs, problematizando a discussão brasileira sobre paz. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v6i2.54614

Apontamentos

  • Não há apontamentos.