Organizações Internacionais e Ajuda Pública Multilateral a Cabo Verde

Vlademiro Furtado

Resumo


Este artigo examina o papel da Ajuda Pública Multilateral a Cabo Verde desde uma perspectiva político-econômica, isto é, de atribuição de recursos financeiros pelas Organizações Internacionais para o financiamento do desenvolvimento a nível nacional. Assim, a análise incide sobre duas Organizações Internacionais – de âmbito supranacional global e supranacional regional –, das quais Cabo Verde mantém relações de cooperação historicamente datadas quais sejam: o Banco Mundial (BM) e a União Europeia (EU). Neste sentido, o objetivo principal do artigo consiste em analisar como a Ajuda Pública ao Desenvolvimento (APD) tem contribuído para o processo de desenvolvimento do país. Nesta senda, defende-se o argumento de que além do carácter seletivo, a APD multilateral tem contribuído para a perpetuação da dependência externa de Cabo Verde no que tange ao financiamento do seu desenvolvimento. Os dados empíricos disponíveis mostram que, apesar de avultados recursos financeiros provenientes da APD desde a sua independência em 1975, o país ainda não conseguiu construir bases econômicas sólidas que o permita superar a grande dependência financeira externa. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v6i2.54611

Apontamentos

  • Não há apontamentos.