Hobbes, Rousseau e Kant: um debate teórico sobre a guerra e a paz no cenário internacional

Alana Camoça Gonçalves Oliveira

Resumo


A Guerra e a Paz são temas constantemente discutidos em autores clássicos da Ciência Política e das Relações Internacionais, por esse motivo temos o interesse de trazer um debate teórico sobre o tema. Por esse motivo estudaremos as obras de Thomas Hobbes, Jean Jacques Rousseau e Immanuel Kant, buscando trazer as perspectivas de guerra e paz de tais autores. 


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, João Lopes. Da Guerra e Paz como questão filosófica (Rousseau, Kant, Hegel). Philosophien, 30, Lisboa, 2007, pp. 27-60

BAPTISTA, Ligia Pavan. Guerra e paz na teoria política de Thomas Hobbes. 3° Encontro Nacional ABRI, 2011. Disponível em: http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?pid=MSC0000000122011000300004&script=sci_arttext Acesso em: 10 de dezembro de 2014.

CUNHA, André Luiz. Guerra injusta, guerras justas: Hobbes e as perspectivas da filosofia política contemporânea sobre a guerra. Anais do XVI Encontro de Iniciação Científica e I Encontro de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da PUC-Campinas. Setembro de 2011. Disponível em: https://www.puc-campinas.edu.br/websist/portal/pesquisa/ic/pic2011/resumos/2011830_163412_494406851_resesu.pdf Acesso em: 10 de dezembro de 2014.

FERGUSON NIALL. A Guerra do Mundo. Editora Planeta. São Paulo. 2015.

HOBBES, Thomas. Leviatã ou matéria, forma e poder de um Estado Eclesiástico e civil. São Paulo. Martin Claret, 2009.

HOFFMANN, Stanley. “Rousseau sobre a Guerra e a paz”. Videre, Dourados, Mato Grosso do Sul, ano 2, n. 3, p. 27-64, jan./jun. 2010.

KANT, Immanuel. Para a paz perpétua. Instituto Galego de Estudos de Segurança Internacional e da Paz. Ensaios sobre paz e conflitos. Vol. 5. Galiza. 2006.

KOHN, Ananda Mila. O paradoxo de Rousseau: a relação entre liberdade e dever. UFSM. Santa Maria. RS. 2013. Disponível em: w3.ufsm.br/ppgf/wp-content/.../10/Dissertação-Ananda-Mila-Kohn.pdf Acesso em:15 de dezembro de 2014

MAQUIAVEL, Niccolo. O Príncipe: comentado por Napoleão Bonaparte. São Paulo: Martin Claret. 2010.

LIMA, Francisco Jozivan. As condições de possibilidade de efetivação da paz perpétua segundo Kant. Revista de opinião filosófica. n. 02, v.01 Artigo, 2010, pp. 118-133

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do Contrato Social, Ed. Nova Cultural, 1987, São Paulo

_______, Jean-Jacques. Rousseau e as Relações Internacionais. Coleção Clássicos IPRI. Editora UNB. São Paulo, 2003.

SARTI, Ingrid. “Maquiavel” In: MEDEIROS et al. (org.). Os Clássicos das Relações Internacionais. São Paulo: Hucitec, 2010.

_______. “Rousseau, do realismo crítico à utopia”. In: Lima, M. C; Villa, R. D.; Medeiros, M. A.; Reis, R.R.(org.). Teóricos das Relações Internacionais. São Paulo/Brasília: Hucitec/Capes: 36-6, 2012.SCORZA, Flavio Agusto Trevisan. O Estado na obra de Kant. Jus Navigandi, Teresina, ano 12, n. 1348, 11 mar. 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v6i3.47741

Apontamentos

  • Não há apontamentos.