A Coordenação Estratégica das Políticas de Colaboração Internacional em Ciência e Tecnologia

Amanda Almeida Domingues

Resumo


Este artigo tem por objetivo introduzir o debate a respeito da necessidade de delineamento de estratégias para as Políticas de Colaboração Internacional em Ciência e Tecnologia (C&T).  A principal hipótese demonstra que a formalização ou o delineamento de uma estratégia nacional ou multilateral para a colaboração internacional em C&T depende do contexto político e científico no qual estão inseridos os atores responsáveis por estas e que outros fatores condicionantes devem ser investigados. A metodologia do trabalho está concentrada na análise de uma literatura pouco conhecida a respeito de estratégias de elaboração de políticas, bem como no estudo de documentos oficiais que congregam planos e políticas voltados ao estímulo da colaboração internacional em C&T.

 

Palavras-Chave: Ciência e Tecnologia; Políticas Públicas; Colaboração Internacional.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v4i3.45379

Apontamentos

  • Não há apontamentos.