A ascensão chinesa na nova era sob a perspectiva do realismo ofensivo: rumo a uma nova hegemonia?

Leonardo Carvalho Leite Azeredo Bandarra

Resumo


A ascensão da China é tema patente das relações internacionais contemporâneas, portanto analisada, exaustivamente, por diversos especialistas em política internacional. Considerando o atual estado da arte da teoria das relações internacionais, o presente artigo busca aplicar ao caso chinês o quadro teórico desenvolvido pela corrente de pensamento denominada “realismo ofensivo”, a qual ainda detém grande influência em meio às teorias hegemônicas das Relações Internacionais. Por meio de aplicação do quadro analítico de teóricos como John Mearsheimer, conclui-se aqui que a China atua, primordialmente, como potência regional no subsistema asiático, não global.

Palavras-chave: realismo ofensivo; teoria das relações internacionais; ascensão da China


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cg.v4i3.45352

Apontamentos

  • Não há apontamentos.