Open Journal Systems

A EPISIOTOMIA NA PERCEPÇÃO DE PUÉRPERAS

Vanessa Aparecida Rezende Dengo, Rosana dos Santos Silva, Silvana Regina Rossi Kissula Souza, Juliane Dias Aldrighi, Marilene Loewen Wall, Franciane Zabloski Vieira Cancela

Resumo


O presente estudo teve como objetivo conhecer como a parturiente foi informada e orientada quanto à realização da episiotomia no parto. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva. Participaram do estudo oito puérperas, internadas no alojamento conjunto de uma maternidade pública do Estado do Paraná. A coleta de dados foi realizada em fevereiro de 2015 por meio de entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados com base na análise temática, emergindo os seguintes temas: Episiotomia: o conhecido desconhecido; “Cortando” o direito de escolha; Desconhecendo as consequências da episiotomia. Observou-se que as mulheres não são informadas e orientadas a respeito da realização da episiotomia, o que leva ao entendimento errôneo sobre esta prática e à limitação do direito de escolha da mulher. Isso indica a necessidade de ampliação do conhecimento e do resgate da autonomia da mulher no processo de parto e nascimento.

Palavras-chave


Episiotomia; Direitos Sexuais e Reprodutivos; Enfermagem Obstétrica; Autonomia Pessoal.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i3.44060