Velas e Velones: sobre estética e materialidade entre Catolicismo e Vodu na República Dominicana

Victor Miguel Castillo de Macedo

Resumo


Neste trabalho exploro a multiplicidade de papéis e sentidos que coisas e seres não-humanos contém em festas de religiosidade popular na República Dominicana. Tomo como ponto de partida as controvérsias que se passaram durante um trabalho de campo sobre a Fiesta de San Miguel, em torno das velas e dos velones (velas grandes) que se diferenciam por cor e tamanho. O pano de fundo para essa breve reflexão é o enunciado que opõe catolicismo e vodu – do qual argumento que objetos/coisas, formas e cores circulam, mobilizam e articulam sentidos e valores que tornam mais complexa tal oposição. Também caracterizo a intensidade e a duração temporal desta fricção em outras épocas e registros. O objetivo é demonstrar de que maneira elementos sensíveis e estéticos alimentam uma contiguidade entre os polos dessa antinomia, que termina por fortalecer San Miguel, como santo e mistério, na compreensão dominicana.

Palavras-chave


Catolicismo Popular; Vodu Dominicano; Materialidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cra.v20i1.65023

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista